terça-feira, 2 de junho de 2015

Finalmente vejo realizado um sonho: Uma Associação Gaúcha de vinhateiros reunidos com o mesmo propósito, qual seja o de mostrar seus vinhos.


Foto dos produtores e Sr Mário do Empório Frei Caneca
 
Meninas e meninos,
Muito me orgulho de sempre ter defendido os bons vinhos em geral e os bons vinhos brasileiros em particular, e com muita alegria estampada em meu rosto, fui ao encontro dos amigos da Campanha Gaúcha, em sua primeira grande mostra conjunta fora das coxilhas e cordilheiras.
Não vou neste texto falar dos vinhos, mas sim da forma unificada, de difícil concretização, diga-se, como pela qual a Campanha Gaúcha se apresentou em São Paulo, com a preciosa colaboração da Cristina Neves Assessoria, mas com fica claro na foto, falarei depois deste cantinho gaúcho, verdadeiro “paraíso”.
Estavam lá onze produtores da Região da Campanha Gaúcha, que apresentaram os seus vinhos, em uma primeira grande mostra, tanto para a imprensa especializada, quanto em dia subsequente aos consumidores da cidade de São Paulo.
Já bem conhecidos no mercado do Sul do país, os vinhos da Campanha Gaúcha vem, pouco a pouco, ganhando notoriedade e fazendo sucesso em outros mercados, como é o caso de São Paulo. 
Muitas das vinícolas ainda têm uma produção bem pequena quando comparada aos que conhecemos da Serra Gaúcha e de outras regiões já mais conhecidas, porém, com um terroir muito próprio e com grande expressão, os vinhos desta região bem ao sul do estado do Rio Grande do Sul, vêm fazendo sucesso.
Com a formação da Associação Vinhos da Campanha Gaúcha, um fomento aos vinhos e vinícolas da região se estabeleceu.
Para de forma mais massiva poderem apresentar seus vinhos, aos que ainda não os conheciam, e para poderem fazer chegar ao grande mercado consumidor de São Paulo, foi firmado um excelente acordo para o grupo, que através de uma parceria com o proprietário do Shopping Frei Caneca, Sr. Mário Separovic, que também possui a loja de vinhos Empório Frei Caneca, localizada no mesmo endereço do Shopping, onde os produtores terão um espaço exclusivo na loja para a venda de 50 rótulos da região. 
Segundo o Sr. Mário, “nós do Empório Frei Caneca, sempre demos nosso apoio aos pequenos produtores, não apenas importados como também nacionais. O fato da Campanha Gaúcha reunir onze produtores, o que dá muita consistência ao trabalho, além do investimento em divulgação, ajudará bastante na venda desses produtos de qualidade, porém, ainda pouco conhecidos em São Paulo, mas muito interessantes e versáteis. O valor dos vinhos ao consumidor pode variar desde R$ 35,00 até R$ 105,00, ou seja, um preço muito interessante que cabe em todos os bolsos. O Empório Frei Caneca será um cantinho da Campanha Gaúcha em São Paulo”.
Responsável pela elaboração de 25% de todo vinho fino e pela colheita de 35% de toda uva vinífera do Brasil, a Campanha Gaúcha também aposta forte no enoturismo, já são 17 vinícolas e uma produtora de uva ligadas à Associação Vinhos da Campanha.       
“Deste total, 13 vinícolas estão completamente instaladas na Campanha, com vinhedos, elaboração, escritório, varejo e até restaurante e pousada. Apenas quatro das empresas associadas mantêm as bases administrativas fora daqui, na Serra Gaúcha, contando atualmente com cerca de dois mil hectares de vinhedos cultivados pelos territórios de Bagé, Candiota, Dom Pedrito, Itaqui, Maçambará, Quaraí, Rosário do Sul, Santana do Livramento e Uruguaiana. Além daquelas castas mais conhecidas em outras partes do Brasil, trabalhamos muito com Tannat, Malbec, Syrah, Gewurztraminer e algumas portuguesas”, revela o presidente da entidade, Giovâni Silveira Peres, também sócio-gerente da vinícola Batalha.
Tauê Hamm, vice-presidente da Associação, e diretor da Vinícola Peruzzo, também comenta sobre a importância do evento: “Esse projeto de divulgação e promoção comercial coletiva dos vinhos da Região da Campanha em São Paulo, expressa o espírito de cooperação, inovação e empreendedorismo desse grupo de empresas, no qual predominam pequenas vinícolas com foco em qualidade e valorização do Terroir. Nos últimos 15 anos a vitivinicultura na região cresceu consideravelmente, respondendo por 25% dos vinhos finos nacionais. As condições naturais, principalmente de clima e solo diferenciados, associado ao uso de tecnologias modernas, resultaram inicialmente na comprovação da produção de uvas com excelência em qualidade.
Em um segundo momento, os vinhos começaram a chegar ao mercado com ótima aceitação, surpreendendo os enófilos, inclusive com muitas medalhas em concursos nacionais e internacionais, portanto, acreditamos que nesse momento nos sentimos confiantes e dedicados em atuar de forma mais efetiva no mercado de São Paulo, o qual é extremamente exigente e competitivo”.
Presentes ao evento os seguintes produtores:
Batalha Vinhas & Vinhos: www.vinhosbatalha.com.br
Bodega Sossego: www.sossego.net
Bueno Wines: www.buenowines.com.br
Dunamis Vinhos: www.dunamisvinhos.com.br
Estância Paraizo: www.estanciaparaizo.com
Guatambu Estância do Vinho: www.guatambuvinhos.com.br
Routhier & Darricarrerè: www.redvin.com.br
Vinhetica: www.vinhetica.com
Vinícola Campos de Cima: www.camposdecima.com.br
Vinícola Cordilheira de Sant´Ana: www.cordilheiradesantana.com.br
Vinícola Peruzzo: www.vinicolaperuzzo.com.br
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

 

sábado, 30 de maio de 2015

Sospirolo da Monte Reale Valdemiz vinhos finos e tábua de frios do Ovo e Uva Vinho& Comida.


Levei o Sospirolo ao Ovo e Uva para degustar junto a uma Porchetta, mas, antes, tábua de frios que ninguém é de ferro.
Com registros de família datando de 1300, nos arredores de Feltre, Itália, desde esta época, já eram vitivinicultores.
Em 1700 a família se muda para o Valle del Mis, distrito de Sospirolo, província de Belluno, Trento e Nova Pádova.
Quando os parreirais foram atingidos pela filoxera, Pietro Mioranza decide-se partir para a América.
Em 15 de Janeiro de 1884, Pietro desembarca em Porto Alegre e segue para a colônia de Caxias, onde lhe destinam o lote número 13 do Travessão Alfredo Chaves. Pietro é um dos primeiros a chegar ao local, e o batiza como Nova Veneza.
Do Valle del Mis na Itália, Pietro Mioranza trouxera algumas mudas de videira, a semente da tradição vinícola Valdecir Mioranza transplantada na América. Em pouco tempo, Pietro torna-se o maior produtor de vinhos de Nova Veneza.
Em 1972, Valdecir Mioranza, bisneto de Pietro, juntamente com mais seis amigos fundou a Vinhos Monte Reale. Em 1993 Valdecir assumiu o controle acionário da Monte Reale, a partir desta data se iniciaram os investimentos em tecnologia, a fim de produzir vinhos de alta qualidade.
Em 1999 iniciou-se a reforma e reestruturação da Monte Reale, pensando no vinho fino, gastronomia e enoturismo. Criou-se então a marca de vinhos finos Valdemiz. A primeira safra foi elaborada em 2000 e o lançamento em 2002 juntamente com o empreendimento já reformado. A partir desta data nossa linha de produtos conta com os vinhos finos Valdemiz, e com os vinhos de mesa e sucos Monte Reale.
Do conhecimento e dedicação legados pela família, Valdecir Mioranza preserva a tradição de mais de sete séculos cultivando uvas e fazendo vinhos.
Da linha reserva, além do Sospirolo, temos o Touriga Nacional; Val 13 Reserva; Merlot Reserva; Cab.Sauvignon Reserva e Tannat Reserva.
O Sospirolo 2005 é um corte com 5 uvas sendo cerva de 60% Merlot e Cabernet Sauvignon, com os outros 40% divididos entre Cabernet Franc; Tannat e Ancellota.
13% de álcool, 12 meses em barricas francesas de 2º uso, sua cor mostra certa evolução, mas não caracteriza os 10 anos que tem, contendo ainda no olfato frutas bem maduras, algo balsâmico, um toque animal, ligeiro mineral, todos estes confirmados em boca, aliados às especiarias que aparecem e uma deliciosa acidez. Taninos ainda presentes, mas já totalmente integrados, mostra ainda que poderá ir bem mais longe em idade, pois o tripé para o bem envelhecer, álcool, taninos e acidez ele tem.
Recomendo que os amantes dos bons vinhos em geral, e dos Brasileiros em particular procurem este vinho, certamente irão se apaixonar, como eu.
Monte Reale Valdemiz vinhos finos
www.montereale.com.br
Ovo e Uva Vinho & Comida
http://www.ovoeuva.com.br
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

 

 

terça-feira, 19 de maio de 2015

Dia do Vinho 2015 tem maior adesão de empreendimentos em todos os tempos.


 
Meninas e meninos,

Todos os anos divulgo as festividades do Dia Nacional do Vinho, que foi instituído no primeiro domingo de junho de cada ano no Rio Grande do Sul, e foi promulgada em 12 de dezembro de 2003.

Nesta edição, por sinal, a maior em adesão com 249 empreendimentos envolvidos no Dia do Vinho 2015, e com maior duração: entre 22 de Maio e 7 de Junho, onde teremos uma inspiração nacional para o evento, tendo apoio das prefeituras municipais de Antônio Prado, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira e Veranópolis, além da Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin), Associação dos Produtores de Vinhos de Pinto Bandeira (Asprovinho), Sindicato da Indústria do Vinho, do Mosto de Uva, dos Vinagres e Bebidas Derivados da Uva e do Vinho do Rio Grande do Sul (Sindivinho-RS), Roteiro dos Vinhos de São Roque/SP, Vinhos da Campanha Gaúcha, Atuaserra, Bento Convention Bureau, Caxias do Sul Convention & Visitors Bureau, Phoenix Eventos e Verallia.

Lembro que as cidades envolvidas no RS são a maioria, mas temos uma opção paulista que é a cidade de São Roque com o Roteiro dos Vinhos.

“O grande trunfo do Dia do Vinho é a integração. Seja entre três mercados intimamente ligados, que avançam muito quando trabalham juntos, seja entre as várias regiões participantes, que agora começam a se expandir pelo Brasil. À medida em que se amplia esta rede de empresas, municípios, entidades e territórios engajados no evento, cresce também a diversidade de opções para o público apreciar derivados da uva, gastronomia e hotelaria”, comenta o presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Moacir Mazzarollo.
Informações no site www.diadovinho.com.br
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

 

 

 

terça-feira, 21 de abril de 2015

INVESTIMENTO EM VINHO É UM BOM NEGÓCIO SE FOR BEM CONDUZIDO


 
 
Me permito aqui transcrever um texto do mestre Ennio Federico sobre investimento em vinhos. Há muito e bons vinho em guarda de pessoas que sabem como tratar estes da melhor maneira para se conservarem íntegros.
Quem sabe poderemos em breve chegar a poder comprar estas raridades que estão em poder de wine experts!
“INVESTIMENTO EM VINHO É UM BOM NEGÓCIO SE FOR BEM CONDUZIDO”
 INVESTIR EM VINHOS
“Investir em qualquer coisa é arriscado. Compra-se para vender depois. Há dezenas de tipos e formas de investimento principalmente no mercado financeiro O resultado é incerto e depende de muitas variáveis alheias do investidor para que no momento da venda, qualquer que seja o motivo, ela tenha sido lucrativa. As decisões de comprar ou vender são muitas vezes tomadas por recomendação de profissionais que acompanham esses mercados extremamente dinâmicos. Ou seja, pode-se até ganhar ou perder muito dinheiro de um dia para o outro. Há um tipo de investimento porém cujo resultado leva anos para ser conhecido e depende exclusivamente do conhecimento do investidor, sem intermediários. É o investimento em vinhos.

Quem nunca pensou nisso e ficou interessado é bom saber que isso não vale para qualquer vinho. Somente os de guarda, das melhores regiões e de safras excepcionais ou clássicas. Para valoriza-los ao longo dos anos – além de bem guardados e com rótulos intactos – é fundamental terem sido pontuados com notas acima de 90 por especialistas com credibilidade mundialmente reconhecida. Garrafas dos mais prestigiados Chateaux de Bordeaux e Borgonhas dos grandes produtores são as mais indicadas. Elas começam a ter alguma perspectiva de lucro a partir de uns 15 anos da safra.

A compra de garrafas destinadas a investimento é normalmente feita no lançamento. Deve ser baseada numa previsão preliminar da qualidade da safra fornecida pela mídia especializada. Depois é só aguardar que essa previsão se confirme e que respeitados degustadores dêem sua opinião sobre os vinhos adquiridos. Quanto maior a nota melhores serão as expectativas de ganho com a venda desse patrimônio “líquido”. Um problema que ainda existe no Brasil é onde vender quando chegar a hora ou precisar. Os importadores não recompram e o bem não é papel negociável em bolsa, é físico. A alternativa é oferecer para pessoas conhecidas e que nem sempre dá certo.

Já há alguns anos começaram a surgir leilões de vinhos organizados por pessoas ligadas ao tema. Inicialmente eram leilões físicos que demandavam grande trabalho para visitar as adegas, selecionar e avaliar as garrafas, contratar um leiloeiro, providenciar catálogo, local para exposição, divulgação e estrutura completa para o dia marcado com duração de poucas horas, sem mencionar as providências do day after. Mais recentemente organizaram-se leilões virtuais pela Internet, muito mais fáceis de montar e abertos para lances por até 15 dias. O fato é que ainda estamos longe de oferecer ao investidor em vinhos condições para que ele coloque suas garrafas à venda na hora que quiser e tenha publico comprador pronto para arremata-las.

De qualquer maneira quem investir em vinho sempre sai ganhando: vendendo com lucro terá sido um bom investimento; se não vender, na pior das hipóteses terá excelentes garrafas para abrir e beber com amigos”.
Ennio Federico
NÃO SE ESQUEÇAM DO SITE WWW.DIVINOGUIA.COM.BR
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

 

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Palestras e degustações serão apresentadas por Dirceu Vianna Jr. Master of Wine.


 
Meninas e meninos,

Novamente teremos a presença ilustre de Dirceu Vianna Jr, o único Master of Wine brasileiro e primeiro Master of Wine na América do Sul, na ExpoVinis Brasil 2015.

Dirceu Vianna Jr, natural do Paraná, ganhador de diversos prêmios internacionais na área, e referência do assunto, começou no mundo dos vinhos em 1990, e conquistou o título de Master of Wine no ano de 2008, após concluir os estudos  na Wine & Spirit Education Trust.

Dirceu Vianna Jr vive na Inglaterra, e após o término de seis anos na WSET® e obtenção do MW, é consultor de renome para vários organismos e países, sendo também juiz em alguns dos mais importantes concursos.

É autor de livros e colabora com a revista Decanter, e estará em São Paulo para a ExpoVinis Brasil 2015, maior feira de vinhos da América Latina, onde proferirá palestras e conduzirá degustações.

A ExpoVinis Brasil 2015, como já noticiei, começa dia 22 de Abril, seguindo pelos dias 23 e 24, quando se encerra.

Mais informações sobre o ExpoVinis Brasil com a assessoria oficial a CH2A ou no link: http://www.ch2a.com.br/site/SecaoNoticias/conteudo.php?id=740
Não se esqueçam que o endereço do site é www.divinoguia.com.br

Até o próximo brinde!

 

Álvaro Cézar Galvão

segunda-feira, 30 de março de 2015

SBAV-SP-Associação Brasileira dos Amigos do Vinho da capital de São Paulo com palestra imperdível





Meninas e meninos,
Vejam o que os amigos da SBAV-SP-Associação Brasileira dos Amigos do Vinho da capital paulista preparou.
Eu não perdia se fosse você!
“Amigos do vinho, nós sempre estamos em contato com o termo Terroir, expressão que indica entre outras coisas características regionais, métodos de cultivo e condições climáticas onde o vinho é elaborado. Desta vez, por meio da Miolo Wine Group, teremos a oportunidade de conhecer um pouco mais dos vários Terroirs brasileiros e provar os vinhos ...mais indicados e vinificados em várias regiões”.
Os vinhos degustados serão:
Testardi 2013 (Bahia);
Alvarinho 2013 (Campanha);
Rar Cuvée espumante (Campos de cima da serra);
Lote 43 2011 (Vale dos vinhedos);
Merlot Terroir 2012 (Vale dos Vinhedos);
Rar Viognier 2013 (Campos de cima da serra).

Faça já a sua reserva com Deborah, através do e-mail reservas@sbav-sp.com.br, ou através do telefone 11-3814-7905S- ão apenas 20 vagas!
Até o próximo brinde!

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Chefs do Apetite e Arena Gourmet da Food Hospitality World 2015


 
Meninas e meninos,
 
Vem aí mais uma temporada do Programa Chefs do Apetite.
Desta vez, as gravações acontecerão numa arena show, a Arena Gourmet da Food Hospitality World 2015, com a presença da Engefood.
A Arena Gourmet da Food Hospitality World 2015 acontece de 16 a 18 de março, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center localizado na Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 - Água Funda, São Paulo-SP.

Motivar o desenvolvimento do setor gastronômico vem de encontro com os desejos tanto da feira, como do Chefs do Apetite, e estaremos promovendo três programas distintos de gastronomia em um mesmo local. A iniciativa inédita vai gerar conhecimento para profissionais de todo o Brasil durante e após a realização da feira.
Vejam mais no link
http://www.chefsdoapetite.com.br/noticias_chefs.php?id=257
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão