quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Lidio Carraro agora também faz vinhos no Chile.





Meninas e meninos,
Lidio Carraro faz vinhos no Chile, mais uma novidade boa para se comentar sobre as vinícolas brasileiras. A internacionalização da marca começa pelo Chile com a linha Faces, muito conhecida por ter sido a escolhida como os vinhos oficiais brasileiros servidos nos eventos esportivos mundiais aqui sediados.
Com uma nova ideologia para a linha Faces in the World, que como disse surgiu para a Copa do Mundo 2014 e as Olimpíadas 2016, agora inicia uma jornada que começando pelo Maule, no Chile, pretende ir mais longe e chegar a outros continentes levando a filosofia purista que acompanha a vinícola do Vale dos Vinhedos desde sua criação em 2001.
São dois rótulos Faces de Chile, um Cabernet Sauvignon, como o tinto, e o branco um Sauvignon Blanc, vinificados no Maule, com a supervisão do enólogo Giovanni Carraro, mantendo a ideia de vinificação o mais pura possível, expressando a natureza das uvas e de seu terroir que é a marca da Lidio Carraro.
Veja tudo no site Divino Guia
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Wine bar nos Jardins lança cardápio exclusivo de bruschettas.

Meninas e meninos,
Aqui vai uma boa sugestão para os amantes dos vinhos, e aproveitando que não faz tempo que postei no site Divino Guia sobre a vinícola Miolo, segue abaixo:


O wine bar Vinha Brasil vai oferecer cursos mensais de iniciação no mundo do vinho com rótulos Miolo, uma vez por mês, almoços serão acompanhados por vinhos ícones da marca.

Um dos endereços mais “efervescentes” da capital paulista, o wine bar Vinha Brasil, localizado na Rua Haddock Lobo, anuncia novidades para o mês de março. A casa, considerada a ‘embaixada’ da vinícola Miolo em São Paulo, comercializa exclusivamente espumantes, vinhos brancos e tintos da marca gaúcha.

Entre as novidades, o destaque é o lançamento de um cardápio focado nas famosas e versáteis bruschettas, que serão apresentadas em versões como: salmão defumado com caviar, abobrinha e maçã verde, salame com rúcula e Jamón com redução de vinho. Os valores das porções de 6 unidades variam entre R$ 28,90 e R$ 31,90.

“O objetivo é ampliar a experiência do cliente na harmonização com os rótulos Miolo e nos posicionar como uma referência em bruschettas na capital paulista. A ideia surgiu a partir do feedback dos nossos clientes, que indicam ser perfeita a combinação de bruschettas com vinhos e espumantes”, resume Tiago Pimentel, sócio da Vinha Brasil.

Ainda com o intuito de proporcionar um leque maior de experiências para o cliente, a casa aposta em uma ação focada nos vinhos de alta gama da Miolo: em um domingo de cada mês o almoço será acompanhado de um rótulo top sem alteração do valor do prato e possibilitando que as pessoas conheçam os vinhos ícones da marca sem que precisem comprar uma garrafa.

Cursos de iniciação no mundo do vinho- A partir de março, a Vinha Brasil também intensificará a sua programação de minicursos de iniciação ao mundo dos vinhos e espumantes. O novo cronograma vai contemplar um curso por mês e as próximas datas já foram definidas: 13 de março e 14 de abril, sempre das 19 às 21h30. As aulas serão ministradas pelo  enólogo e sommelier Lourenço Pedrotti, consultor de vinhos da Miolo.

Os alunos receberão informações teóricas, terão a prática de degustação de vinhos e poderão harmonizar as bebidas com petiscos preparados especialmente para os cursos. Ao final, os participantes recebem um certificado. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (11) 2339-4241 e o investimento é de R$ 80,00 (R$30,00 são revertidos em consumação de bebidas após o evento).

Outra ação especial com início em março será o foco mensal em dois vinhos Miolo da carta do wine bar. Os escolhidos vão ganhar destaque no menu, com informações como: curiosidades sobre os produtos, uvas que entram em sua composição e harmonizações sugeridas. Os rótulos destacados serão vendidos a preços promocionais e uma nova receita será criada mensalmente para harmonizar com os “rótulos da vez”.

Os vinhos dos próximos meses já foram selecionados:
- Março: Miolo Reserva Cabernet Sauvignon e Miolo Reserva Chardonnay.
- Abril: Miolo Seleção Tempranilo/Touriga e Miolo Seleção Chardonnay/Viogner.
- Maio: Miolo Reserva Merlot e Miolo Millésime Brut.
- Junho: Quinta do Seival Castas Portuguesas, Quinta do Seival Cabernet Sauvignon e Vinhas Velhas Tannat.



VINHA BRASIL
Rua Haddock Lobo, 1327 - Jardim Paulista

Horário de funcionamento: terça a sábado, das 11 às 24 horas e aos domingos das 11 às 18 horas

Estacionamento: disponível no local.
São aceitos todos os cartões de débito e crédito.

Valores:
- Pratos: entre R$ 49,90 (tábua de queijos) e R$ 97,90 (tábua de frios grande)
- Vinhos e espumantes Miolo: em taça (a partir de R$ 15,00) e em garrafas (entre R$ 79,00 a R$ 159,00).


Grupo Miolo

O Grupo Miolo possui projetos em 4 regiões do Brasil com vinhedos próprios: em Bento Gonçalves (RS), no Vale dos Vinhedos - Vinícola Miolo (100 hectares); em Candiota (RS), Campanha Meridional - Vinícola Seival (200 hectares); em Santana do Livramento (RS), Campanha Central - Vinícola Almadén (450 hectares); e em Casa Nova (BA), Vale do São Francisco - Vinícola Terranova (200 hectares).


Depois Dos 40 Anos Não Há Depois, É Tudo Agora.




Meninas e meninos,

Gostaria de ter eu escrito este texto, mas compartilho na íntegra texto do Fabrício Carpinejar, incluindo a foto divulgada no PortalRaizes


Depois dos 40 anos, o pensamento feminino muda, desembaraça. O sexo não é mais performance, exaustão, é fazer o que se gosta e do jeito que gosta. É aproveitar dez minutos com a intensidade de uma noite inteira, é reconhecer o rosto do próprio desejo no primeiro suspiro, é optar pela submissão por puro prazer, sem entrar na neurose da disputa ou do controle.
A mulher de 40 não diminui o ritmo da intimidade. Pode ler um livro com a intensidade de uma transa. Pode assistir um filme com a intensidade de uma transa. Pode conversar com a intensidade de uma transa. Ela não tem um momento para a sensualidade, a sensualidade é todo momento.
Tomar o café da manhã não é apenas um desjejum, tem a sua identidade, o seu ritual, um refinamento da história de seus sabores. Tomar o café da manhã com uma mulher de 40 anos é participar de sua memória, de suas escolhas.
Ela não precisa mais provar nada. Já sofreu separações, e tem consciência de que suporta o sofrimento. Já superou dissidências familiares, e tem consciência de que a oposição é provisória. Já recebeu fora, deu fora, entende que o amor é pontualidade e que não deve decidir pelo outro ou amar pelos dois.

A mulher de 40 anos, cansada das aparências, cometerá excessos perfeitos. É mais louca do que a loucura porque não se recrimina de véspera. É ainda mais sábia do que a sabedoria porque não guarda culpa para o dia seguinte.
A beleza se torna também um estado de espírito, um brilho nos olhos, o temperamento. A beleza é resultado da elegância das ideias, não somente do corpo e dos traços físicos.
Encontrou a suavidade dentro da serenidade. A suavidade que é segurança apaixonada, confiança curiosa.

O riso não é mais bobo, mas atento e misterioso, demonstrando a glória de estar inteira para acolher a alegria improvisada, longe da idealização, dentro das possibilidades.
Não existe roteiro a ser cumprido, mapa de intenções e requisitos.
Há a leveza de não explicar mais a vida. A leveza de perguntar para se descobrir diferente, em vez de questionar para confirmar expectativas.

Ser tia ou mãe, ser solteira ou casada não cria angústia. Os papéis sociais foram queimados com os rascunhos. A mulher de 40 é a felicidade de não ter sido. É a felicidade daquilo que deixou para trás, daquilo que negou, daquilo que viu que era dispensável, daquilo que percebeu que não trazia esperança.

Seu charme vai decorrer mais da sensibilidade do que de suas roupas. O que ilumina sua pele é o amor a si, sua educação, sua expressividade ao falar. A beleza está acrescida de caráter. Do destemor que enfrenta os problemas, da facilidade que sai da crise.

A beleza é vaidosa da linguagem, do bom humor. A beleza é vaidosa da inteligência, da gentileza.
Depois dos 40 anos não há depois, é tudo agora.

Texto de Fabrício Carpinejar – Publicado na Revista Isto É Gente – Março de 2014 p. 50 – Ano 14 Número 706

Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão


quarta-feira, 30 de maio de 2018

Eu apoio a causa do produto artesanal brasileiro.



Como acadêmico da Academia Brasileira de Gastronomia, apoio a causa do produto artesanal.Como consumidor, eu apoio a causa do produto artesanal, eu apoio o PL16/18

#eupoiooprodutoartesanal
#soudeleitecru #salveoqueijoartesanal #queijoartesanal #queijodalagoamg #temer #governobrasileiro #arte #artesanal #seloarte #aprovaplc16/18 #queijo #queijos #charcutaria #vinho #vinhos #prazeresdamesa #paladar #vejacomerebeber #comida #altagastronomia #gastronomia #chef #minasgerais #brasilia #politica #origemminas #origemanimal

Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão