sexta-feira, 28 de agosto de 2015

5º edição do Alphaville Wine Festival


 
 
Meninas e meninos,
Meu amigo Sidnei Brandão da Ville Du Vin espera bater seu recorde de público amanhã na 5ª edição do tradicional e aguardado Alphaville Wine Festival.

Pelo valor da entrada e pelo que sei do mais de 50 rótulos de vinhos disponíveis para degustação, que estarão disponíveis nos eventos da Ville Du Vin e quem for não irá se arrepender, além do mais, o valor da entrada pode e deve ser revertido em compras, o que por si só já é uma garantia de ótimas aquisições para completar sua adega.

Vejam mais:

Iguatemi Alphaville e Ville Du Vin promovem a 5º edição do Alphaville Wine Festival  no dia 29 de agosto.

O Iguatemi Alphaville, juntamente com a Ville Du Vin, realizarão uma grande atração aos amantes de vinhos com a 5º edição do Alphaville Wine Festival. O evento contará com mais de 50 rótulos, das principais vinícolas do mundo, para degustação e compras.

Os convites individuais custam R$ 90,00 e já estão à venda, na loja Ville Du Vin. O valor poderá ser revertido em compras durante o festival, que será realizado no Piso Rio Negro, das 12h às 21h.

Na edição anterior, o evento recebeu mais de 500 visitantes, que além de conhecerem e degustarem os mais diversos rótulos, aproveitaram o momento para network e a confraternização entre amigos.

Serviço:

Wine Festival

Quando: Dia 29 de agosto de 2015.

Onde: Piso Rio Negro do Iguatemi Alphaville (Alameda Rio Negro, 111 – Alphaville, Barueri/SP).

Horário: Das 12h às 21h.

Convites: R$ 90,00, à venda nas lojas Ville Du Vin (Piso Rio Negro). Valor do convite poderá ser revertido em compras no evento.

Mais Informações: (11) 2078-8000 // www.iguatemi.com.br/alphaville. Ou

(11) 4208-6061 // Elaine Fudoli elainefudoli@villeduvin.com.br
 
NÃO SE ESQUEÇAM WWW.DIVINOGUIA.COM.BR
Até o próximo brinde!
 
Álvaro Cézar Galvão

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Livro de Miriam Aguiar A qualidade no consumo do vinho.


 
Meninas e meninos,

Miriam Aguiar faz alguns meses( ou será anos?), me contatou para algumas preguntas para sua tese de pós-doutorado na UFRR/UMR Innovation, Montpellier-França sobre o assunto que me move, qual seja o vinho.

As pesquisas realizadas para seu doutorado e pós-doutorado sobre o mercado de vinhos, vem agora com um resultado expresso em um livro com o sugestivo título A qualidade no consumo do vinho, editado pela editora SENAC.

Miriam atua como professora em cursos de graduação, em gastronomia, comunicação e mercados de qualidade, além de ter um blog, Os Vinhos que a Gente Bebe.

A tarde/noite de autógrafos em São Paulo será dia 12 de Agosto das 18h30min h até as 21h30min h na Livraria Cultura do Conjunto Nacional localizada à Av. Paulista, 2073.

Eu não vou perder, e você vai?

“E com muita alegria que anuncio a publicação do meu novo livro sobre vinhos. O primeiro lançamento será em São Paulo, seguido de Belo Horizonte e Rio de Janeiro. Venha brindar comigo” Miriam Aguiar.

Extraído do blog:

Míriam Aguiar é Doutora pela Universidade de São Paulo (USP) e Pós-doutora pelo UMR Innovation, Montpellier/França em estudos sobre produção, mercado e consumo de vinhos.  Tem dois livros publicados, dentre eles, O vinho na era da técnica e da informação: um estudo sobre Brasil e Argentina . Seu pós-doutorado sobre a qualidade e o consumo de vinhos envolveu estudos junto às principais regiões de produção e consumo de vinhos do Brasil e da França, participação em congressos internacionais e produção de artigos para publicação nacional e internacional. Atua como Professora de Enogastronomia em cursos de Graduação e Pós-graduação em Gastronomia, Hotelaria e Turismo, como Palestrante em eventos temáticos e Colaboradora da Imprensa Especializada. É editora do Caderno de Vinhos Enogourmet da Revista Gourmet Life , de Sao Paulo e  assina a coluna “Wine-bag: vinhos + viagens + diversidade”, no Blog do Jeriel .

Sabe quem assina a orelha do livro? O querido Celito Guerra.

NÃO SE ESQUEÇA, MEU ENDERÇO SEMPRE ATUALIZADO É O SITE
WWW.DIVINOGUIA.COM.BR

Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

sábado, 18 de julho de 2015

Masterclass - vinhos brancos para o inverno na SBAV-Associação Brasileira dos Amigos do Vinho


 

 

Meninas e meninos,

Meu querido amigo e colega de jornadas enogastronômicas Agilson Gavioli fará uma apresentação muito interessante aos amantes e porque não, à todos os  interessados em geral nos vinhos, mostrando seus fios condutores quando se comenta sobre os vinhos brancos e a estação fria do inverno, nesta quarta-feira, 22 de Julho às 20h.
Na verdade são vinhos para qualquer época do ano, inclusive o inverno, e que aliados aos pratos geralmente consumidos nesta estação, competem de igual para igual com muitos vinhos tintos em termos de persistência e potencia, sem perder a elegância e a finesse que são fundamentais nos vinhos brancos.
Vinhos com corpo e estrutura para os pratos mais gordurosos e calóricos como pede a estação, e que nem por isso os torna pesados e difíceis, pois são brancos afinal, e carregam o frescor característico deles.
A apresentação será conduzida pelo Agilson, experiente sommelier e professor de enologia da Faculdade de Gastronomia Estácio de Sá - Campus Chácara Flora; participante como membro adjunto da Diretoria da SBAV/SP; idealizador e membro do Comitê Organizador do evento "Vamos à Montanha", da Academia do Vinho, que estará em sua 16ª edição este ano;  Membro da Confraria Taninos no Tucupi, e degustador eventual para a revista GoWhere.
 A seleção de vinhos segue abaixo:

Vinha Formal - Luis Pato - Bairrada (Portugal);
Naiades - Bodegas Naia - Rueda (Espanha);
Esporão Private Selection Branco - Alentejo (Portugal);
Viña Tondonia Reserva Branco - Rioja (Espanha);
Redoma Reserva Branco - Nieeport - Douro (Portugal); 
Chateauneuf du Pape Chateau La Nerthe - Branco (França).

Local: SBAV
Rua Cincinato Braga, 321
4º andar, cj. 42 - Paraíso
São Paulo, SP, CEP 01333-011

Faça já a sua reserva! São apenas 13 vagas!
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

 

sábado, 11 de julho de 2015

Passeio Cronometrado dos Vinhedos em sua 4ª edição



Meninas e meninos,
Hoje no Vale dos Vinhedos acontece A 4ª edição e tem mais de 100 carros antigos confirmados.

A 4ª edição ocorre amanhã, dia 11 de julho, e contempla os três municípios que compõem o Vale, Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul, além do município de Farroupilha, onde os participantes farão a pausa para o almoço.
Serão aproximadamente 180km conduzidos por áreas de colinas cobertas por parreirais, plátanos e araucárias. O Vale dos Vinhedos é conhecido nacionalmente como a região que produz os melhores vinhos e espumantes brasileiros e representa o legado cultural e histórico deixado pelos imigrantes italianos, chegados ao Brasil em 1875, na região da Serra Gaucha.  Vales e montanhas cobertos de parreirais compõem o roteiro de quem aprecia, além das belas paisagens, o enoturismo. São pequenas propriedades rurais dividindo espaço com vinícolas renomadas, que ao longo dos últimos anos conquistaram destaque nacional e internacional pela qualidade e personalidade dos seus vinhos.
A saída e a chegada do Passeio Cronometrado ocorre na Casa das Artes (em Bento Gonçalves), passando por Garibaldi e Monte Belo do Sul. A previsão é de que o primeiro carro chegue em Garibaldi, na Vinícola Peterlongo, por volta das 14h30min.O Passeio já tem mais de 100 carros confirmados saindo em intervalos de um minuto, o carro mais antigo é um Overland 1923 e o evento conta com a participacao de cinco duplas femininas e mais de 50 duplas compostas de casais, ou, de pais e filhos.
A organização é do Veteran Car Club dos Vinhedos e a iniciativa conta com o apoio da Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA). Patrocinam o evento Altemir Vídeo e Foto, Autograss, Bem Te Vi Hotel, Grupo Cinex, Colau Química do Brasil, a Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA), Conex Energy Drink, Dall’Onder Hotéis, Dal Pizzol Vinhos Finos, Felesa, Vinícola Peterlongo e Sudbrau.
A foto é de Kais Ismail
Horários do Passeio:
Sábado: 11/07
08h51min: Saída Casa das Artes - carros 1920 até 1930  www.turismobento.com.br
09h04min: Saída Casa das Artes - carros 1931 até 1998 (último carro com saída aproximada às 10h55min)
09H20min: Chegada do primeiro carro Vinícola Dal Pizzol www.dalpizzol.com.br (neutro 25 min)
10h20min: Monte Belo do Sul (neutro 15 min) www.montebelodosul.rs.gov.br  
11h50min: Chegada do primeiro carro para almoço Santuário de Caravaggio , www.bemtevihotel.com.br neutro 1:30
14h30min: Chegada do primeiro carro na Vinícola Peterlongo
15h30min: Chegada do primeiro carro na Casa das Artes
17h20min: Chegada do último carro na Casa das Artes
NÃO DEIXEM DE VER O SITE WWW.DIVINOGUIA.COM.BR
Até o próximo brinde!

Álvaro Cezar Galvão


terça-feira, 2 de junho de 2015

Finalmente vejo realizado um sonho: Uma Associação Gaúcha de vinhateiros reunidos com o mesmo propósito, qual seja o de mostrar seus vinhos.


Foto dos produtores e Sr Mário do Empório Frei Caneca
 
Meninas e meninos,
Muito me orgulho de sempre ter defendido os bons vinhos em geral e os bons vinhos brasileiros em particular, e com muita alegria estampada em meu rosto, fui ao encontro dos amigos da Campanha Gaúcha, em sua primeira grande mostra conjunta fora das coxilhas e cordilheiras.
Não vou neste texto falar dos vinhos, mas sim da forma unificada, de difícil concretização, diga-se, como pela qual a Campanha Gaúcha se apresentou em São Paulo, com a preciosa colaboração da Cristina Neves Assessoria, mas com fica claro na foto, falarei depois deste cantinho gaúcho, verdadeiro “paraíso”.
Estavam lá onze produtores da Região da Campanha Gaúcha, que apresentaram os seus vinhos, em uma primeira grande mostra, tanto para a imprensa especializada, quanto em dia subsequente aos consumidores da cidade de São Paulo.
Já bem conhecidos no mercado do Sul do país, os vinhos da Campanha Gaúcha vem, pouco a pouco, ganhando notoriedade e fazendo sucesso em outros mercados, como é o caso de São Paulo. 
Muitas das vinícolas ainda têm uma produção bem pequena quando comparada aos que conhecemos da Serra Gaúcha e de outras regiões já mais conhecidas, porém, com um terroir muito próprio e com grande expressão, os vinhos desta região bem ao sul do estado do Rio Grande do Sul, vêm fazendo sucesso.
Com a formação da Associação Vinhos da Campanha Gaúcha, um fomento aos vinhos e vinícolas da região se estabeleceu.
Para de forma mais massiva poderem apresentar seus vinhos, aos que ainda não os conheciam, e para poderem fazer chegar ao grande mercado consumidor de São Paulo, foi firmado um excelente acordo para o grupo, que através de uma parceria com o proprietário do Shopping Frei Caneca, Sr. Mário Separovic, que também possui a loja de vinhos Empório Frei Caneca, localizada no mesmo endereço do Shopping, onde os produtores terão um espaço exclusivo na loja para a venda de 50 rótulos da região. 
Segundo o Sr. Mário, “nós do Empório Frei Caneca, sempre demos nosso apoio aos pequenos produtores, não apenas importados como também nacionais. O fato da Campanha Gaúcha reunir onze produtores, o que dá muita consistência ao trabalho, além do investimento em divulgação, ajudará bastante na venda desses produtos de qualidade, porém, ainda pouco conhecidos em São Paulo, mas muito interessantes e versáteis. O valor dos vinhos ao consumidor pode variar desde R$ 35,00 até R$ 105,00, ou seja, um preço muito interessante que cabe em todos os bolsos. O Empório Frei Caneca será um cantinho da Campanha Gaúcha em São Paulo”.
Responsável pela elaboração de 25% de todo vinho fino e pela colheita de 35% de toda uva vinífera do Brasil, a Campanha Gaúcha também aposta forte no enoturismo, já são 17 vinícolas e uma produtora de uva ligadas à Associação Vinhos da Campanha.       
“Deste total, 13 vinícolas estão completamente instaladas na Campanha, com vinhedos, elaboração, escritório, varejo e até restaurante e pousada. Apenas quatro das empresas associadas mantêm as bases administrativas fora daqui, na Serra Gaúcha, contando atualmente com cerca de dois mil hectares de vinhedos cultivados pelos territórios de Bagé, Candiota, Dom Pedrito, Itaqui, Maçambará, Quaraí, Rosário do Sul, Santana do Livramento e Uruguaiana. Além daquelas castas mais conhecidas em outras partes do Brasil, trabalhamos muito com Tannat, Malbec, Syrah, Gewurztraminer e algumas portuguesas”, revela o presidente da entidade, Giovâni Silveira Peres, também sócio-gerente da vinícola Batalha.
Tauê Hamm, vice-presidente da Associação, e diretor da Vinícola Peruzzo, também comenta sobre a importância do evento: “Esse projeto de divulgação e promoção comercial coletiva dos vinhos da Região da Campanha em São Paulo, expressa o espírito de cooperação, inovação e empreendedorismo desse grupo de empresas, no qual predominam pequenas vinícolas com foco em qualidade e valorização do Terroir. Nos últimos 15 anos a vitivinicultura na região cresceu consideravelmente, respondendo por 25% dos vinhos finos nacionais. As condições naturais, principalmente de clima e solo diferenciados, associado ao uso de tecnologias modernas, resultaram inicialmente na comprovação da produção de uvas com excelência em qualidade.
Em um segundo momento, os vinhos começaram a chegar ao mercado com ótima aceitação, surpreendendo os enófilos, inclusive com muitas medalhas em concursos nacionais e internacionais, portanto, acreditamos que nesse momento nos sentimos confiantes e dedicados em atuar de forma mais efetiva no mercado de São Paulo, o qual é extremamente exigente e competitivo”.
Presentes ao evento os seguintes produtores:
Batalha Vinhas & Vinhos: www.vinhosbatalha.com.br
Bodega Sossego: www.sossego.net
Bueno Wines: www.buenowines.com.br
Dunamis Vinhos: www.dunamisvinhos.com.br
Estância Paraizo: www.estanciaparaizo.com
Guatambu Estância do Vinho: www.guatambuvinhos.com.br
Routhier & Darricarrerè: www.redvin.com.br
Vinhetica: www.vinhetica.com
Vinícola Campos de Cima: www.camposdecima.com.br
Vinícola Cordilheira de Sant´Ana: www.cordilheiradesantana.com.br
Vinícola Peruzzo: www.vinicolaperuzzo.com.br
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

 

sábado, 30 de maio de 2015

Sospirolo da Monte Reale Valdemiz vinhos finos e tábua de frios do Ovo e Uva Vinho& Comida.


Levei o Sospirolo ao Ovo e Uva para degustar junto a uma Porchetta, mas, antes, tábua de frios que ninguém é de ferro.
Com registros de família datando de 1300, nos arredores de Feltre, Itália, desde esta época, já eram vitivinicultores.
Em 1700 a família se muda para o Valle del Mis, distrito de Sospirolo, província de Belluno, Trento e Nova Pádova.
Quando os parreirais foram atingidos pela filoxera, Pietro Mioranza decide-se partir para a América.
Em 15 de Janeiro de 1884, Pietro desembarca em Porto Alegre e segue para a colônia de Caxias, onde lhe destinam o lote número 13 do Travessão Alfredo Chaves. Pietro é um dos primeiros a chegar ao local, e o batiza como Nova Veneza.
Do Valle del Mis na Itália, Pietro Mioranza trouxera algumas mudas de videira, a semente da tradição vinícola Valdecir Mioranza transplantada na América. Em pouco tempo, Pietro torna-se o maior produtor de vinhos de Nova Veneza.
Em 1972, Valdecir Mioranza, bisneto de Pietro, juntamente com mais seis amigos fundou a Vinhos Monte Reale. Em 1993 Valdecir assumiu o controle acionário da Monte Reale, a partir desta data se iniciaram os investimentos em tecnologia, a fim de produzir vinhos de alta qualidade.
Em 1999 iniciou-se a reforma e reestruturação da Monte Reale, pensando no vinho fino, gastronomia e enoturismo. Criou-se então a marca de vinhos finos Valdemiz. A primeira safra foi elaborada em 2000 e o lançamento em 2002 juntamente com o empreendimento já reformado. A partir desta data nossa linha de produtos conta com os vinhos finos Valdemiz, e com os vinhos de mesa e sucos Monte Reale.
Do conhecimento e dedicação legados pela família, Valdecir Mioranza preserva a tradição de mais de sete séculos cultivando uvas e fazendo vinhos.
Da linha reserva, além do Sospirolo, temos o Touriga Nacional; Val 13 Reserva; Merlot Reserva; Cab.Sauvignon Reserva e Tannat Reserva.
O Sospirolo 2005 é um corte com 5 uvas sendo cerva de 60% Merlot e Cabernet Sauvignon, com os outros 40% divididos entre Cabernet Franc; Tannat e Ancellota.
13% de álcool, 12 meses em barricas francesas de 2º uso, sua cor mostra certa evolução, mas não caracteriza os 10 anos que tem, contendo ainda no olfato frutas bem maduras, algo balsâmico, um toque animal, ligeiro mineral, todos estes confirmados em boca, aliados às especiarias que aparecem e uma deliciosa acidez. Taninos ainda presentes, mas já totalmente integrados, mostra ainda que poderá ir bem mais longe em idade, pois o tripé para o bem envelhecer, álcool, taninos e acidez ele tem.
Recomendo que os amantes dos bons vinhos em geral, e dos Brasileiros em particular procurem este vinho, certamente irão se apaixonar, como eu.
Monte Reale Valdemiz vinhos finos
www.montereale.com.br
Ovo e Uva Vinho & Comida
http://www.ovoeuva.com.br
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

 

 

terça-feira, 19 de maio de 2015

Dia do Vinho 2015 tem maior adesão de empreendimentos em todos os tempos.


 
Meninas e meninos,

Todos os anos divulgo as festividades do Dia Nacional do Vinho, que foi instituído no primeiro domingo de junho de cada ano no Rio Grande do Sul, e foi promulgada em 12 de dezembro de 2003.

Nesta edição, por sinal, a maior em adesão com 249 empreendimentos envolvidos no Dia do Vinho 2015, e com maior duração: entre 22 de Maio e 7 de Junho, onde teremos uma inspiração nacional para o evento, tendo apoio das prefeituras municipais de Antônio Prado, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira e Veranópolis, além da Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin), Associação dos Produtores de Vinhos de Pinto Bandeira (Asprovinho), Sindicato da Indústria do Vinho, do Mosto de Uva, dos Vinagres e Bebidas Derivados da Uva e do Vinho do Rio Grande do Sul (Sindivinho-RS), Roteiro dos Vinhos de São Roque/SP, Vinhos da Campanha Gaúcha, Atuaserra, Bento Convention Bureau, Caxias do Sul Convention & Visitors Bureau, Phoenix Eventos e Verallia.

Lembro que as cidades envolvidas no RS são a maioria, mas temos uma opção paulista que é a cidade de São Roque com o Roteiro dos Vinhos.

“O grande trunfo do Dia do Vinho é a integração. Seja entre três mercados intimamente ligados, que avançam muito quando trabalham juntos, seja entre as várias regiões participantes, que agora começam a se expandir pelo Brasil. À medida em que se amplia esta rede de empresas, municípios, entidades e territórios engajados no evento, cresce também a diversidade de opções para o público apreciar derivados da uva, gastronomia e hotelaria”, comenta o presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Moacir Mazzarollo.
Informações no site www.diadovinho.com.br
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão