quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

FELIZ 2013 PARA TODOS OS LEITORES.



Meninas e meninos,

Mais um ano se passou, e como andou rápido este ano de 2012...

Muito a agradecer, aliás, além das honrarias recebidas como ser capa da Revista GoWhere, entrevistas em vários jornais, incluindo-se alguns de grandes cidades do interior, a honraria de pertencer ao quadro dos Cavaleiros de Champagne, agora vejo que meu blog se encontra em 17º entre os mais lidos,  http://www.enoeventos.com.br/201203/rank/rank.htm
notícia que me motiva ainda mais a continuar o trabalho.
Ter sido juntamente com o mano Ennio Federico, o responsável pela escolha de vinhos Brasileiros para as recepções aos acadêmicos de várias Academias de Gastronomia filiadas, como nós da Academia Brasileira de Gastronomia à Academia Internacional de Gastronomia, e por aí vamos.
Nunca procurei quantidade e sim qualidade, mas vejo que após o período normal de adaptação do leitor, a quantidade chega aliada à qualidade, e estou adorando.

Vou dar dicas de vinhos e harmonizações com algumas das clássicas receitas para o almoço do dia 1º de JANEIRO no Canal Rural da RBS  
http://blogs.ruralbr.com.br/bomdiacampo/

Tantas pessoas amadas e coisas a agradecer, que não seria justo esquecer-me de alguém, portanto fica aqui o meu mais sincero voto de FELIZ ANO NOVO.

Receita de ano novo

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)


Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquiva-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.


Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merece-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drumond de Andrade
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

 

 

 

domingo, 23 de dezembro de 2012

Feliz Natal para o querido leitor




Meninas e meninos,
Mais um Natal de aproxima, e junto com as datas festivas vem o tempo de reflexão.
Abaixo uma letra de música que sempre me chamou muito a atenção e creio que nos diga muito nestes dias conturbados, onde o tempo urge, falta, oprime.

A Lista
Oswaldo Montenegro

Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais...

Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar!
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar...

Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria
Quantos amigos você jogou fora?

Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender?
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber?

Quantas mentiras você condenava?
Quantas você teve que cometer?
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você?

Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver?
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você

Feliz Natal
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

DiBaco Carnes e Vinhos apresenta gastronomia e carta de vinhos de dar água na boca


 

 

Meninas e meninos,
Não foram duas nem três as oportunidades em que não pude ir à DiBaco, por compromissos já assumidos anteriormente, mas como os Deuses da Gastronomia e do Vinho, aliás, o Deus do vinho está no nome da casa, me possibilitaram de ter mais uma oportunidade de ir conferir de perto esta casa em Perdizes. Ainda para melhorar o dia as lindas e eficientes Arlene Colucci e Fernanda Vianna, do Gabinete de Comunicação, me fizeram companhia.
O local impressiona, pois em um casarão de esquina, com endereço pela Cardoso de Almeida, fazendo esquina com a Bartira, onde a vista de fora não nos possibilita ver toda sua grandeza em tamanho e beleza, já deixa quem é amante da gastronomia e dos vinhos com vontade de sentar-se logo e partir para os trabalhos.
A adega se encontra no andar de baixo, que dá para a Rua Cardoso de Almeida, já que a Bartira é uma ladeira, a entrada para o restaurante se faz subindo uma escada.
Na adega bem formatada vinhos de várias importadoras parceiras, em um ambiente agradável e com aparência de adega medieval, pois é toda em tijolos aparentes com arcos.
De lá o Murilo Canassa, o proprietário, sabendo que o Prova Régia, um dos vinhos da Cia das Quintas que mais gosto, retirou uma garrafa, que iria acompanhar a refeição, mesmo sabendo se tratar de carnes, mas o calor do dia pedia um branquinho fresco e elegante, e olha, não ficou nada destoante da Fraldinha que comi, ao ponto da casa, com seus sucos à mostra, acompanhado de papas souflé e arroz misto frito e cozido.
Local agradável para beber um bom vinho, o bar com balcão tradicional, pela entrada da Cardoso, é agradável, há um espaço avarandado na entrada também, onde nos dias de calor tropical, bebericar e petiscar são a pedida maior.
Importante citar que os vinhos podem ser adquiridos na adega ao preço de loja e levados à mesa, o que é uma ótima pedida para não termos os preços majorados.
DiBaco Carnes e Vinhos
Rua Cardoso de Almeida, 1065-Perdizes
11 3569-0024
http://www.dibaco.com.br/
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão 

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Almoço com acadêmicos estrangeiros no evento da Academia Brasileira de Gastronomia



 
 

Meninas e meninos,
No início deste mês, a Academia Brasileira de Gastronomia, da qual faço parte, recebeu uma delegação com 19 membros de vários países, todos pertencentes às Academias de origem, filiadas à Academia Internacional de Gastronomia.
Em almoços e jantares em São Paulo e Rio de Janeiro, nossa academia procurou mostrar u pouco da gastronomia regional Brasileira, com chefes de renome internacional.
Em um destes almoços, com a Chef Bel Coelho, onde os vinhos escolhidos para a harmonização do cardápio foram das vinícolas Brasileiras Angheben e Vallontano, os vinhos foram muito bem avaliados.
Cardápio: Chef Bel Coelho (Restaurante Dui)
Orixá Ogum: Acarajé de Feijoada
Orixá Nanã: Bombom de Sarapatel com Gelatina de Jabuticaba
Croquete de Aviú com Queijo Serra da Canastra e Geléia de Pimenta
Saladinha Brasileira
Orixá Oxalá: Mil Folhas de Pupunha e Cogumelos com Vieira Grelhada e Espuma de Inhame
Orixá Iansã: Acarajé Líquido
Pato no Tucupi do Dui
Minha Cartola
Angheben Brut
Vallontano Chardonnay 2012
Angheben Gewurztraminer 2010
Vallontano Tannat 2008
Angheben Teroldego 2005
VallontanoMoscatel
Na foto Orixá Oxalá: Mil Folhas de Pupunha e Cogumelos com Vieira Grelhada e Espuma de Inhame, ideal com os vinhos brancos presentes.
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Chefs do Apetite parte em busca das cervejas com o Chef Ronaldo Rossi



Meninas e meninos,

Nesta quarta-feira, como já tem sido habitual nos dois últimos meses, mais um programa inédito do Chefs do Apetite, com Wagner Sturion, o convidado Chef Ronaldo Rossi e eu, para um bate-papo sempre muito descontraído, sem script, natural e sem edições ou cortes, como se estivéssemos mesmo na sala de nossas acas, no boteco com amigos, na cozinha enquanto aguardamos uma comidinha gostosa.
Entrem no Portal do Food Service< www.portaldofoodservice.com.br> e vejam Chefs do Apetite, vejam também todos os programas gravados até hoje.
Gente, ainda tem mais, não termina aqui com o Chef Ronaldo Rossi, vamos gravar durante o Natal e Ano Novo, a primeira temporada atravessa 2013.
Feliz Natal e próspero 2013.
www.portaldofoodservice.com.br
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Acordo inédito para modernização da produção no setor vitícola.


Meninas e meninos,
Recebi a informação através da assessoria de imprensa do IBRAVIN, e a publico na íntegra, o documento que estabelece parâmetros para qualificação da uva destinada à elaboração de suco e vinho, e que foi assinado ontem à noite, 17 de dezembro, em Flores da Cunha, na presença do diretor da Conab.
Vejam:
Fruto de uma série de reuniões e de debates entre as entidades representativas dos produtores de uva, cooperativas, vinícolas e processadoras de suco, o setor assinou na noite desta terça-feira (17), na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Flores da Cunha, um acordo que visa estabelecer diretrizes para modernizar e qualificar a produção vitícola e seus derivados no Rio Grande do Sul. Os termos do documento visam estimular o agricultor a fornecer uvas com melhores padrões de sanidade e maturação, proibindo o uso da fruta com baixo teor de açúcar para elaboração de suco de vinhos. Na outra ponta, visa fortalecer os vínculos das vinícolas com seus fornecedores a fim de dar garantias de recebimento e pagamento da safra. Assinaram o acordo o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), a União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), a Federação das Cooperativas Vinícolas do Rio Grande do Sul (Fecovinho), a Associação Gaúcha de Vinicultores (Agavi), o Sindicato Rural Patronal e a Comissão Interestadual da Uva.
“O documento demonstra que as entidades têm toda a boa vontade de buscar uma condição melhor por meio de um denominador comum. O mais importante neste momento é que saímos alinhados sobre a necessidade focarmos na qualidade seja por parte do produtor de uva, da indústria e do mercado”, declarou o presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Alceu Dalle Molle. “Sempre pregamos a qualidade, mas agora estamos colocando no papel algo que é de suma importância para o futuro do setor. Este é o primeiro passo de muitos que iremos dar de forma conjunta”, salientou o presidente da Comissão Interestadual da Uva, Olir Schiavenin.
Uma tabela com a graduação mínima para recebimento das uvas pelas empresas apresenta valores progressivos até 2017. Em cinco anos, a moscato branco para elaboração de espumantes não poderá ter menos que 14 graus babo e as demais variedades viníferas, 18 graus babo. Já nas variedades destinadas ao suco de uva e vinhos de mesa, a graduação mínima estabelecida é de 14 graus para a bordô e de 15 graus para as demais americanas e híbridas.
O documento também estipula que as vinícolas empreendam esforços na realização de contratos de longo prazo e de prestar assistência técnica a seus fornecedores, assim como agilizar o recebimento da uva no momento da entrega pelos produtores. “Este acordo vai ao encontro do plano de ajuste e modernização proposto pelo setor vitivinícola que prevê investimentos de R$ 200 milhões em vinhedos, na parte de elaboração e no mercado nos próximos quatro anos”, explica o presidente da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), Henrique Benedetti.
“O ajuste é positivo para todos os lados, pois vamos dispor de produtos de melhor qualidade para o consumidor já que retira do mercado os sucos e vinhos produzidos com uvas de baixa qualidade. Ao mesmo tempo, estimula o produtor a investir em tecnologia e modernização, pois ele receberá uma remuneração maior”, acrescenta o presidente da Associação Gaúcha de Vinicultura (Agavi), Eumar Viapiana.
O documento assinado na presença do diretor de Política Agrícola e Informações da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab/Dipai), Silvio Isopo Porto, ainda estabelece compromissos para a União e o governo do estado na intensificação do uso de políticas públicas de garantia dos preços mínimos e de escoamento da produção para equilíbrio dos estoques. Para garantir que os termos do acordo sejam cumpridos, as instituições se comprometeram a buscar junto aos órgãos governamentais a priorização do acesso aos recursos das políticas públicas às empresas e viticultores que estejam cumprindo as regras estabelecidas.
“O acordo é um passo para a produção efetiva de qualidade, pois foi amplamente discutido entre todos. Sabemos que ainda não é o suficiente para atender aos diferentes interesses da cadeia produtiva, mas o mais importante é que o setor está unido, sabendo respeitar as diferenças naturais que existem”, comentou Porto. “Este é um acordo feito entre o setor privado e que o governo vê com muito bons olhos”, concluiu o representante do governo federal.
Nas próximas semanas os dirigentes da cadeia produtiva se reunirão novamente para estabelecer questões como o preço mínimo para a próxima safra, a tabela de ágios e deságios para a uva de acordo com o grau de maturação e variedades e o estabelecimento de prazos de pagamento da produção.
Na foto Alceu Dalle Molle, terceiro da esquerda para a direita, aparece assinando o documento
Crédito das fotos: Martha Caus
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

 

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Winesave realmente serve para preservar os vinhos.






Meninas e meninos,                                                                                                                                   
Fui contatado por Fernando Zamboni da importadora Winelands, para que eu, se  assim quisesse, pusesse à prova o Winesave, que vem a ser um tubo com gás Argônio, que supostamente preserva os vinhos e espumantes depois de abertos por muitos meses.                                                                                                                                                       
 Topei fazer o teste, mas engenheiro que sou, sempre irei preferir fazer com que este teste seja o mais difícil e mais arriscado, para me certificar com garantias, de que o evento é realmente o mais fiel.                                                                                                        
Pois bem, fiz o teste com um espumante, vinho com gás carbônico, de difícil conservação depois de aberto.                                                                                                                  
Não deixei mais que uma semana, porque também não queria milagres, visto que fechar hermeticamente uma garrafa de espumante não é tarefa das mais fáceis, mesmo com os dispositivos apropriados para tal.                                                                               
Fiz como recomendado, inserindo a mangueirinha que se acopla ao tubo do gás dentro da garrafa e apertando a válvula por meros um segundo.                                                       
Imediatamente lacrei o melhor que pude a garrafa, e a deixei em adega na temperatura de 11º C por uma semana.                                                                                                  
Ao abrir a garrafa passada a semana, mesmo tendo perdido um pouco do gás, aliás, creio que se tivesse fechado do mesmo jeito e não tivesse aplicado o Argônio, o gás carbônico teria se esvaído em maior quantidade ao longo dos 7 dias, verifiquei aromas preservados, mousse também, acidez e equilíbrio com o álcool, idem; conclusão: passou no teste o tal Winesave, que não se espera guardar o vinho por muito tempo, mas que ao menos possamos dentro de alguns dias aproveitar o que o vinho aberto tenha de melhor.                                                                                                                                       
Vejam o que o importador fala sobre o winesave:
Winesave ® mantém o vinho em seu auge durante semanas ou até meses depois de ter sido aberto, pois protege os vinhos e espumantes porque é elaborado 100% com o gás Argônio que é puro, não tem cor, cheiro ou gosto e por isso não altera as características dos vinhos, espumantes e até sucos de frutas naturais. O Argônio é amplamente reconhecido pelos produtores e enólogos como a melhor solução para proteger o vinho da oxidação.
O Argônio é 2 ½ vezes mais pesado do que o ar, ele atravessa o ar e repousa sobre qualquer coisa que se encontre abaixo. Inserido em uma garrafa aberta, ele cai e se estabelece em toda a superfície do vinho formando uma barreira entre o líquido e o ar não possibilitando o contato com o oxigênio protegendo assim as suas características complexas de cor e sabor e evitando a oxidação.
Para o apreciador de vinhos, isso significa que você pode desfrutar do luxo de degustar vinhos em taça na sua própria casa. Isso também significa que você nunca mais vai desperdiçar seus vinhos devido à oxidação, nem nunca mais se sentirá obrigado a terminar uma garrafa só porque ela foi aberta.
Para aqueles que servem vinhos em taça em restaurantes, bares, cafés e salas de degustação, winesave® irá garantir que cada taça seja tão pura como a primeira, mesmo que a garrafa tenha sido aberta dias ou mesmo semanas antes.
Winesave
(54) 3025 1122 ou pelo email
Até o próximo brinde!
Álvaro Cézar Galvão
 
 








 


 


quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Chefs do Apetite Visita


 

 

Meninas e meninos,

Nesta quarta-feira, dia 12/12 de 2012, data cuidadosamente esperada para que pudéssemos abrir a programação do programa Chefs do Apetite visita, o jornalista Wagner Sturion, entrevistou Dona Maria e Alessandra Fiorito, mãe e filha, sem minha presença, pois estava em viagem para a Itália.
Mas ao ver a gravação, fiquei com água na boca, e vou querer experimentar ao menos o tão falado pão de queijo da Dona Maria, com sua receita exclusiva e guardada a sete chaves, como ela mesma disse.
No segundo bloco do programa o músico André Marchiori, compositor da música tema do Chefs do Apetite, fala de sua obra e comenta sobre a vida de músico.
Para a semana que vem, sempre às quartas-feiras, já estarei em conjunto com o Wagner, podem aguardar.
Procurem pela TV Portal no endereço abaixo e assistam ao Chefs do Apetite
www.portaldofoodservice.com.br
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Vino Mundi a loja de vinhos mais “zen” da Vila Olímpia.


 

Meninas e meninos,
Conheço a Ângela Coelho, uma das responsáveis pela Vino Mundi desde seu início, e sei bem de sua dedicação aos vinhos, aos encontros promovidos entre amigos, sempre com a possibilidade de ter uma garrafa e taças à sua frente, até minha linda e querida ex-aluna Márcia Suzuki, frequentadora assídua, me garantiu, que além da loja com cerca de 700 rótulos dos mais variados e conceituados, seus preços são honestos, além das promoções sempre presentes, com frete grátis para todo o Brasil, a partir de R$ 210,00 na compra do combo, dentro das sugestões da loja.
Como sei da dificuldade dos leitores de encontrarem um local onde possam se sentir “em casa”, para suas compras de festas, aqui vai a sugestão.
A Vino Mundi está no mercado desde 2009, oferecendo além dos vinhos é claro, consultoria enogastronômica, tanto para eventos, como para o cliente que está em dúvida com o que levar para um almoço ou jantar mais formal.
Serviço de carta de vinhos também consta da consultoria, além de sugestões de como montar sua primeira adega.
Para as festas, será uma ótima pedida visitarem a loja fisicamente ou pelo site com moderno sistema de vendas, que também pode ser feito pelos telefones.
Falem com a Ângela, e digam que são leitores do DivinoGuia, tenho a certeza que ela concederá um desconto especial aos primeiros que assim se identificarem.
Vino Mundi
R.Min. Jesuíno Cardoso, 451-Vila Olímpia-SP
11 2338-8466/3045-0133
www.vinomundi.com.br
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

 

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Chandon Collection para o verão!


 

Meninas e meninos,
Fui convidado algumas semanas atrás para o lançamento das divertidas e coloridas taças da Chandon Collection.
Confesso que adorei o colorido, tropical, assim como a proposta para o verão na praia, à beira da piscina, para uma festa de fim de ano descontraída, enfim, opções é que não faltam para seu uso.
Vejam release:
As taças coloridas da marca que foram sucesso no último ano agora podem ser suas! Para comemorar a chegada do verão, estação mais quente do ano, a Chandon lança Chandon Collection - um pack especial com uma garrafa do espumante Réserve Brut 750ml e duas taças coloridas desenvolvidas exclusivamente pela marca. A brincadeira é brindar os melhores momentos da vida e colecionar as taças nas cores favoritas.
É uma edição especial e limitada, que promete ser disputada pelos amantes de Chandon que querem presentear com estilo ou montar uma coleção em casa. São seis cores de taças, disponíveis em packs contendo uma garrafa de Chandon Réserve Brut de 750ml e duas unidades nas cores: azul e rosa, verde e vermelho ou roxo e amarelo.
Segundo o diretor geral da Chandon, Sérgio Degese, o investimento foi significativamente maior em ativações de final de ano, em relação ao ano de 2011. “As festas de final de ano pedem celebrações com espumante, sejam eles no trabalho, com a família ou com os amigos, promovendo os momentos mais especiais da vida. E por isso resolvemos usar a criatividade e investir num produto indispensável para qualquer celebração, as taças coloridas e colecionáveis”, comenta.
A edição limitada Chandon Collection pode ser encontrada nas principais delicatessens, empórios e supermercados de todo o Brasil a partir do dia 15 de novembro, no valor de R$65,00 cada.
Faça sua combinação de cores favorita e brinde sua festa, na foto que tirei, escolhi a azul, uma das minhas preferidas.
Confira abaixo onde adquirir seu pack Chandon Collection em São Paulo:
- Cia do Whisky
http://www.ciawhisky.com.br
- Rei dos Whiskys
 http://www.reidoswhiskys.com.br
- Empório Santa Maria
http://www.emporiosantamaria.com.br
- Casa Lisboa
http://www.casalisboa.com.br
-  Galeria dos Pães
http://www.galeriadospaes.com.br
- SAC Chandon:
113062-8388
www.chandon.com.br
Até o próximo brinde!

Álvaro Cezar Galvão

 

 

 

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Novas presidência e diretoria da ABE assumem hoje


 
Meninas e meninos,
Hoje assume a presidência da Associação Brasileira de Enologia-ABE meu amigo Luciano Vian, com grande carreira como enólogo na Don Giovanni, que substitui o também amigo Christian Bernardi, enólogo da Gran Legado.
Desejo o maior sucesso ao Vian e sua diretoria recheada de grande amigos, que tenha uma presidência bastante profícua visando os interesses maiores da nossa ainda jovem, porém de muita qualidade, indústria vitivinícola Brasileira, e falo em meu nome pessoal e creio que também possa falar em nome de todos os leitores de meus textos, alunos de cursos, blog DivinoGuia, sites www.winexperts.com.br; www.jornalvinhoecia.com.br; www.portaldofoodservice.com.br; www.apmagazine.com.br, que assim como eu, querem ver o Brasil dentre os maiores e melhores produtores de vinhos finos.
Vejam release:
O jovem enólogo Luciano Vian é o novo presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE). Ele foi eleito pelos associados em Assembleia Geral Ordinária realizada no dia 06 de dezembro, e estará assumindo o cargo hoje ocupado pelo enólogo Christian Bernardi. O encontro, que reuniu enólogos associados e conselheiros, ocorreu no Centro de Eventos do Dall’Onder Grande Hotel, em Bento Gonçalves.
Enólogo desde 1989, Vian começou a participar da ABE em 2008, onde exerceu atividades como secretário e vice-presidente. Construiu sua trajetória profissional na Vinícola Don Giovanni - instalada no roteiro Vinhos de Montanha, região reconhecida com a Indicação de Procedência Pinto Bandeira -, onde atua desde 1990 e, atualmente, exerce a função de enólogo responsável.
A Assembleia foi conduzida pelo presidente Christian Bernardi, que depois de apresentar o relatório de atividades da Gestão 2012, coordenou os trabalhos de eleição da diretoria para a Gestão 2013. O novo presidente assume a entidade a partir do dia 1º de janeiro, juntamente com sua diretoria.
Objetivos propostos
-Promover a Enologia e a Viticultura juntamente aos enólogos, proporcionando um constante aprimoramento técnico, através de palestras, degustações, cursos, congressos e demais ações;
-Como entidade de classe, promover e fomentar a Associação Brasileira de Enologia, junto aos seus associados e as novas regiões vitícolas;
-Atuar no fortalecimento e reconhecimento da profissão de Enólogo;
-Trabalhar e fomentar a integração e troca de experiências entre as associações de enólogos;
-Formar um painel de Enólogos, capacitado e harmonizado em análise sensorial;
-Promover maior interação junto aos alunos do IFRS- Campus Bento Gonçalves;
-Avaliar e desenvolver uma maior aproximação junto as Seções Regionais;
-Continuar a ampliação literária da biblioteca da ABE;
-Manter uma linha de trabalho, dando continuidade aos trabalhos e compromissos assumidos na gestão anterior;
-Continuar mantendo uma interação com o Conselho da ABE;
-Promover a criação de comitês, para atuar em assuntos específicos, conforme necessidades;
-Promover uma maior integração da ABE junto aos seus associados;
-Trabalhar junto aos fornecedores da indústria vitivinícola, fortalecendo o intercâmbio de conhecimento junto aos associados da ABE;
-Fortalecer as degustações temáticas, alternando os temas e locais. Reavaliar os moldes das mesmas para que atendam os diferentes anseios dos associados;
-Dar continuidade aos eventos já programados para 2013, como Avaliação Nacional de vinhos, Concurso do Espumante Brasileiro e demais compromissos assumidos nas gestões anteriores.
DIRETORIA ABE - GESTÃO 2013
Presidente: Luciano Vian
Vice-Presidente: Leocir Bottega
1° Tesoureiro: Dario Crespi
2° Tesoureiro: Gabriel Carissimi
1º Secretário: Dirceu Scottá
2ª Secretária: Joice Seidenfus
Diretor Social: Christian Bernardi
Diretores de Eventos: Juliano Perin e André Luiz Faria Peres Júnior
Diretores de Degustação: Gilberto Simonaggio e Daniel Salvador
Diretora Cultural: Antonio Czarnobay
Diretores Técnicos em Viticultura: Carlos Abarzúa e João Carlos Taffarel
Diretores Técnicos em Enologia: Edegar Scortegagna e Samuel Cervi
Foto: Janquiel Mesturini / Conceitocom Brasil-Legenda foto: Luciano Vian (E) passa a ocupar o cargo que até hoje é do enólogo Christian Bernardi (D)
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

 

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Esta é uma daquelas notícias que me faz muito feliz!




Meninas e meninos,

Meus amigos Simone e Marcio Berti, capitães do excelente projeto de inclusão Chefs Especiais, cujo lema é“NOSSA MISSÃO É INSERIR A PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL, EM ESPECIAL COM SÍNDROME DE DOWN NA VIDA, NA SOCIEDADE E APOIAR NO MUNDO DO TRABALHO, COMO REFERÊNCIA, QUALIDADE E INSPIRAÇÃO”.
Agora fico sabendo que o projeto é finalista do prêmio Ações Inclusivas da Secretaria dos Direitos das Pessoas com Deficiência.
“Esta indicação é fruto do trabalho de nossos alunos Chefs Especiais, de seus familiares, Chefs convidados que doam seu tempo, dos nossos voluntários e dos nossos parceiros que nos permitem caminhar de forma organizada e comprometida”.
Venham fazer parte de nossa torcida dia 12/12 as 18:00 hs no Memorial da América Latina, Av Auro Soares de Moura Andrade-portão 10 Barra Funda”.
Simone e Márcio Berti
www.chefsespeciais.com.br

O Projeto Chefs Especiais – Down Cooking é um projeto gastronômico pioneiro para pessoas Síndrome de Down, desde em 2006.
O projeto foi criado pelo casal paulistano Simone e Márcio Berti porque queriam disponibilizar parte do seu tempo e energia para uma causa social. “Não temos filhos Síndrome de Down, simplesmente os vemos diferenciados pela sua conduta verdadeira e carinhosa. Acreditamos e comprovamos que a motivação e estímulo podem transformar um grãozinho de areia num oásis e é essa nossa expectativa”.
Trabalhamos em esquema de rodízio tanto para alunos como para voluntários, para que todos tenham oportunidade de participar.
A aula tem em média 15 alunos convidados por evento, divididos por faixa etária acima de 12 anos de idade.
Os alunos literalmente colocam as mãos na massa.
Os benefícios são inúmeros: entre eles a valorização da pessoa especial e de sua família, mostrar que a pessoa especial tem suas características e todas elas, desde que estimuladas e respeitadas podem e devem SIM tornar-se independentes e inseridas no meio social, seja no lazer ou no trabalho, respeitando-se suas limitações. O convívio entre iguais tem se mostrado muito importante para o grupo, autonomia, respeito, vencimento de limites, auxilio mútuo, o dividir, o despertar do mundo gastronômico para essa turma que vê os ingredientes na sua frente e os transformam em pratos lindos que eles mesmos degustam. Ambiente alegre onde a terapia se faz de forma natural, sem que se perceba.
Nesses 6 anos, o Projeto Chefs Especiais – Down Cooking sobreviveu somente de doações de materiais e ingredientes necessários para cada aula, sem envolvimento pecuniário, em momento algum.
O PROJETO EM PORTUGAL: Levamos nosso know-how para Portugal, onde utilizam o nome Down-Cooking desde 2011.
Em 2012 de um projeto, transformou-se no Instituto Chefs Especiais onde temos como proposta o desenvolvimento de diversos outros trabalhos e ampliação dos existentes.
Somos finalistas! Venha torcer com a gente!
Vagas limitadas
RSVP
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Maxime Blin volta ao Brasil e trás novidades encantadoras



Meninas e meninos,
Novamente em presença de Maxime Blin, produtor de sedutores Champagnes, importados pela Vinea, em almoço preparado pelo grande Chef especialista em gastronomia caiçara, meu querido amigo Eudes Assis, degustei belos exemplares, que se apresentaram deliciosos, veja:
< http://divinoguia.blogspot.com.br/2011/02/maxime-blin-nao-teme-produzir.html .>

Mas as novidades trazidas, Millessimé 2005, um puro sangue Pinot Noir mais fresco que o seu irmão de 2002, e o maravilhoso Champagne Maxime Blin L’Authentic Rosé, proveniente de sangria e com 24 horas de maceração, com o vinho base fermentado em barricas.
Fresco, acidez especial, frutado maduro, floral evidente, mineral presente, confirmados em boca o frutado, o cítrico da acidez, o mineral, fazendo deste exemplar uma joia rara, aliás, em sua rolha, como grande sacada, um brinde folhado a ouro com as inicia is MB e um cordão envolto no gargalo, servem de gargantilha par quem sabe apreciar as belas coisas da vida.
O almoço do Chef Eudes que aqui deixo apenas o que serviu de entrada, composto de Creme de pupunha com vieiras no vinho e folhado de queijo brie com maçã, e que harmonizou magnificamente com o Brut Carte Blanche, serve de apenas de aperitivo para postagem sobre o serviço completo em uma próxima ocasião, pois merece um texto específico.
Vinea
www.vinea.com.br
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão