terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Você já experimentou o “PISCINE PROVENCE”?


Meninas e meninos,
Que o verão, e que verão estamos tendo, é especial para vinhos refrescantes e refrescados todos já sabem.
Mas está em voga uma novidade na Europa que creio ainda não ter chegado ao Brasil, ao menos eu nunca vi e nem experimentei: o Piscine Provence.
Este vem a ser um “drink” refrescante onde o vinho é a estrela, que os bares mais badalados da Côte d’Azur oferecem. O conceito consiste em servir a bebida em uma grande taça de vinho com 7 a 8 pedras de gelo! Tudo começou há 10 anos quando o jet set internacional, que frequenta Saint Tropez, pedia Piscine de Champagne. Mais recentemente, os rosés conquistaram as taças fazendo deste drink uma verdadeira instituição provençal.
Eu e muitos outros creio, vamos preferir os roses da Provence do jeito tradicional, mas nem por isso, posso deixar de comentar o que se faz com este vinho e o Champagne na costa azul.
A sua cor clara cria todo o charme de um visual brilhante fantástico e faz do Piscine um sucesso tanto no aperitivo quanto na balada. Enfim, o álcool diluído deixa o drink ainda mais leve.
No Brasil, minha eficiente e linda amiga Alessandra Casolato assessora de sucesso, envia lista de importadoras onde os vinhos de Provence podem ser encontrados. Confira alguns rótulos das últimas safras (2007 e 2008) atualmente no mercado.
Não costumo colocar preços, mas desta vez, o faço para mostrar como os bons roses têm bom custo.
- Cep d'or (Rosé 2007) - Celebrity Importadora - Preço: R$70
- Château Deffends (rosé 2008) - Le Tire Bouchon - Preço: R$68 - Château de Pourcieux (rosé 2008) - Cantu - Preço: R$65
- Coste Brulade (rosé 2008) - Casa Nunes Martins - Preço: R$41 (Rio), R$51 (SP)
- Domaine de Fontlade (rosé 2008) – Cave Jado - Preço: R$53
- Domaine de Pontfract (rosé 2008) - KB-vinrose - Preço: R$58
- Domaine Sorin (rosé 2008) - Decanter - Preço: R$62
- Provence One (rosé 2008) - Le Tire Bouchon - Preço: R$68

- Rimauresq (rosé 2008) - Enoteca Fasano - Preço: R$136
- Saint Roch (rosé 2008) - Le Tire-Bouchon - Preço: R$49
- Saint Sidoine (rosé 2007) – Mercovino - Preço: R$65

Também temos novidades para o verão abrangendo as três principais regiões de Provence
AOC Coteaux Varois-en-Provence - Château de l'Escarelle (D'olivino
AOC Côtes de Provence - Costevence (Sam’s Club)
AOC Côtes de Provence - Domaine Ponteveze (Sam’s Club)
AOC Coteaux d’Aix-en-Provence - Hauts Plateaux (Sam’s Club)
Mais informações Vins de Provence
www.vinsdeprovence.com/brasil.
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

4 comentários:

La cave Jado disse...

Obrigado Álvaro!
Nosso vinho "rosé" da Provence esta por aqui:
Domaine de Fontlade
Um grande abraço!

La cave Jado

Álvaro Cézar Galvão disse...

Srs, minha intenção é mostrar tudo e todos que amam os vinhos, mesmo que muitas vezes eu não concorde coma notícia, como esta de colocar gelo em vinhos.
Mas quem sou eu para preterir a gosto pessoal dos outros?
O importante é que os vinhos ão mesmo bons, são mais que apropriados para o nosso clima de verão e ademais:De gustibus non disputandum est (gosto não se discute)...
Abraços de luz e calor
Álvaro Cézar Galvão

barbear disse...

Minha familia tinha uma casa em St Tropez desde 1950 (meu pai conhecia porque tomou parte no Desembarcamento(?) na Provence e gostou tanto, que construiu uma casa com vista nos Canoubiers et na La Madrague!) e minha mãe, americana, jà praticava isso com as amigas dela. Na época, o vinhho da Coopérative Vinicole de St. Tropez era quase imbebivel puro, e alem de querer escapar do calor, o gelo "amansava" o tal de "gros rouge" (qui tache...) Com meus 9 aninhos, eu comencia a beber vinho diluido, e eu adorava ele assim... meus gostos foram se sophisticando, mais vc me lembrou quanto eu gostei desse vinho aspero, do qual recebiamos gratis 150L por ano, no mes de Julho, por fazer parte da coopérativa com nosso 3/4 de hectare de vignes!( e vinho da sua casa, mesmo ruim, NUNCA se jogava fora!)

Álvaro Cézar Galvão disse...

Barbear, se não saiu errado, é este o nome da identificação que me chegou.
Concordo que as recordações de infância, nos trazem aromas e gostos,que muitas das vezes não encontramos mais, e é por isso que sempre digo, que o "gostar" é muito particular e tem tudo a ver com o momento e o entorno da ocasião.
Só de pensar em tomar um piscine em um dia claro e ensolarado na Provene já dá vontade de experimentar...
Abraços de luz e calor
Álvaro Cézar Galvão