quinta-feira, 15 de abril de 2010

Palestra e Degustação de Cachaças, com Jairo Martins


Meninas e meninos,
A cachaça, nossa bebida destilada por excelência, tem ao longo destes últimos anos ganho em status, e vem galgando postos que não poderíamos imaginar há dez ou quinze anos.
Desde sua definição:
Em primeiro lugar, o INPI conseguiu junto ao INPI francês que se anulasse o registro de marca cachaça indevidamente concedido na França por terceiros. O presidente Fernando Henrique Cardoso assinou na primeira semana de 2002 o decreto 4072 que estabelece que "cachaça é a denominação típica e exclusiva da aguardente de cana produzida no Brasil, com graduação alcóolica de 38% a 48% em volume a 20 graus Celsius e com características sensoriais peculiares" alterando assim o decreto 2314/97 da Lei de Bebidas 8918 de 14.07.94. Com os recentes decretos presidenciais (incluindo o decreto 4062 de dezembro de 2001, que assegura o uso do termo cachaça apenas para a aguardente nacional) o quadro da identificação da cachaça como rum pode ser finalmente revertido, com o aval da OMPI: "a pinga é feita a partir do caldo da cana, enquanto o rum utiliza o melaço.
Vem daí que teremos a oportunidade de sorver(em prosa e espécie) de mais uma iniciativa do Club Transatlântico, vejam release:
Muito além da Caipirinha – Palestra e Degustação de Cachaça, com Jairo Martins

Em 27 de maio, quinta-feira, às 20h, o cachacista Jairo Martins da Silva vai dar uma palestra sobre a bebida, abordando aspectos sociológicos e históricos, em seguida vai falar dos aspectos importantes na produção para garantir qualidade.
Na sequência, haverá uma degustação com as seguintes marcas: Serra Preta, produzida em Alagoa Nova, na Paraíba; Sanhaçu, orgânica, vinda de Pernambuco; Torre de Areia Branca, produzida em Amparo, São Paulo; Weber Haus, produzida no Rio Grande do Sul; e Reserva Especial João Mendes, de Perdões, Minas Gerais.
Os ingressos custam R$ 25,00 para sócios e R$ 35,00 para não-sócios.

Sobre o palestrante:
Jairo Martins da Silva, ex-executivo da Siemens no Brasil e na Alemanha, tornou-se um especialista em cachaças e hoje é professor de tecnologia de bebidas da Universidade Anhembi Morumbi e da Münchener Volkshochschule.

O Club Transatlântico surgiu há 56 anos como um espaço para reunir os alemães que viviam no Brasil e seus familiares. Hoje, situado na rua José Guerra, na Chácara Santo Antonio, zona sul de São Paulo, transformou-se num espaço de negócios e o complexo conta com uma completa infra-estrutura para eventos, inclusive os culturais e artísticos, além das opções de gastronomia, entre elas dois restaurantes e bar. Mais informações e reservas
11 2133 8600 ou
http://www.clubtransatlantico.com.br/
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

2 comentários:

Caren disse...

Muito interessante! Quando acontecer evento semelhante em Porto Alegre, avise-nos!
Abraços

Álvaro Cézar Galvão disse...

Caren, obrigado pela observação.
Assim que saiba de palestra semelhante por aí, coloco no ar.
Mande-me, se assim o quiser, seu e-mail para contato ok?
cezargalvao@uol.com.br
Abraços de luz
Álvaro Cézar Galvão