quarta-feira, 29 de setembro de 2010

18ª Avaliação Nacional de Vinhos-16 vinhos representativos


Meninas e meninos,
Conforme prometi ontem, segue a relação dos 16 vinhos representativos do painel realizado na 18ª Avaliação Nacional de Vinhos.
Bem, o que podemos entender é que entra ano e sai ano, algumas vinícolas confirmam sempre alguns de seus produtos, corroborando com a escolha.
Outras entram, traazendo frescor e deleite aos enófilos, o certo é que temos muitos bons vinhos para degustarmos aqui no Brasil, sem comparações inúteis de tipicidade, terroir etc...
Vejam os avaliados abaixo e um pouco do que é a avaliação:


18ª Avaliação Nacional de Vinhos apresenta representatividade da Safra 2010, mostrando a diversidade da produção e a consolidação de novas regiões vitivinícolas
Representado por mais de 750 apreciadores de vinhos de nove estados - Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo - o Brasil ergueu suas taças para degustar a qualidade da Safra 2010. Mais uma vez, a Avaliação Nacional de Vinhos, agora em sua 18ª edição, mostrou a diversidade da produção brasileira. A relação dos 80 vinhos classificados entre os 30% mais representativos da safra foi divulgada hoje, 25, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves. O público também teve a oportunidade de degustar 16 vinhos selecionados entre o ranking.
Nesta edição, a diversidade não é percebida apenas na variedade dos vinhos como também nas regiões vitivinícolas. Metade das 16 amostras, por exemplo, não são de vinícolas da Serra Gaúcha, ao contrário do que acontecia em edições anteriores. Isso comprova a evolução de outras regiões do Brasil como Santa Catarina, Minas Gerais e Pernambuco, além da fronteira gaúcha.
O mesmo acontece em relação às uvas. Vinte variedades, sendo 12 tintas (Merlot, Tannat, Arinarnoa, Cabernet Sauvignon, Marselan, Ancellotta, Cabernet Franc, Malbec, Shiraz, Tempranillo, Pinot Noir e Teroldego) e oito brancas (Moscato Giallo, Chardonnay, Gewurztraminer, Moscato, Riesling, Riesling Renano, Chenin Blanc, Riesling Itálico) figuram entre os 80 vinhos.
Das 55 vinícolas que inscreveram as 260 amostras, 30, ou seja, 55% do total, estão entre as que classificaram seus vinhos na relação dos 30%. Este resultado reforça o que ocorreu no ano passado. A qualidade da produção nacional está bem distribuída, mostrando que assim como a Serra Gaúcha, outras regiões do país também elaboram vinhos de alta qualidade, destaca o presidente da ABE, enólogo Christian Bernardi. A degustação de seleção das amostras foi realizada por 87 enólogos de todo o Brasil, em três grupos de 29 profissionais cada no período de 16 de agosto a 3 de setembro.

Promovido desde 1993 pela Associação Brasileira de Enologia (ABE), o evento tem um papel decisivo na evolução dos vinhos do Brasil, servindo de parâmetro para o setor. Único no mundo, há anos deixou de ser um evento somente de brasileiros. Este ano, a Avaliação também contou com a participação de apreciadores da Alemanha, Argentina, Chile, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra, Itália, Polônia, Suíça e Uruguai.
Atrações à parte
A 18ª Avaliação Nacional de Vinhos - Safra 2010 também foi marcada pelo lançamento da 2ª edição da Revista Brasileira de Viticultura e Enologia e pelo Troféu Vitis 2010. A distinção homenageou com o Troféu Vitis Amigo do Vinho Brasileiro o médico Jairo Monson e com o Troféu Vitis Enológico o engenheiro agrônomo Luiz Antenor Rizzon.

Lista dos16 vinhos representativos realizada pelo painel de degustação da ABE Descrição Sensorial: Foram coletadas as palavras e expressões mais frequentes da descrição feita por 22 enólogos, às cegas – inclusive da variedade, durante a degustação de confirmação, de 16/09/2010.

safra 2010
Categoria: Vinho Base para Espumante
1. VINHO BASE ESPUMANTE (Chardonnay): Coloração de intensidade
média, tonalidade palha com tons esverdeados. No nariz é fi no, níti do,
predominando as notas de cítrico e maçã verde. Também surgem, em
menor intensidade, notas de pera, abacaxi maduro, leveduras e frutas
brancas. O paladar é fi rme e marcante de acidez (adequada para a
categoria), agradável, com médio corpo e estrutura. O sabor repete as
notas de cítrico, com retrogosto de frutado prolongado.
Domno do Brasil - amostra 15
2. VINHO BASE ESPUMANTE (Chardonnay/Pinot Noir): coloração brilhante,
tonalidade palha com refl exos esverdeados. Aroma de média
intensidade, predominando as notas de frutas cítricas e maçã verde.
Aparecem também, suti lmente, notas de abacaxi, fl oral e um leve tostado
(amêndoas). No paladar destacam-se a acidez marcante e o frescor
de sabor. O corpo é médio, com retrogosto harmônico e ligeiro.
Vinhos Salton - amostra 95
Categoria: Branco Fino Seco Não Aromáti co
3. CHENIN BLANC: coloração de intensidade média-forte, tonalidade
amarelo palha. Aroma de média intensidade, proveniente de uvas
maduras, predominando as notas de frutas cítricas, abacaxi, melão e
amêndoas (intenso). Paladar com um ataque levemente doce, com
bom corpo, volume e estrutura. A acidez é equilibrada; apresenta longa
persistência de sabor e suti l amargor.
Vinícola Ouro Verde - amostra 47
4. CHENIN BLANC: coloração de intensidade média-fraca, tonalidade
palha, clara, pálida. Aroma de intensidade média-forte, fi no, delicado.
Aroma com notas de carambola (intenso), maçã verde, pêssego, frutas
cítricas, fl ores brancas (jasmim) e suti l nota vegetal. No paladar é
marcante um ataque ácido, refrescante – do ácido málico, toques minerais;
é elegante, níti do, de bom volume e extrato. Apresenta muito
boa persistência de sabor.
Viti vinícola Santa Maria - amostra 138
5. CHARDONNAY: coloração brilhante, intensidade média-forte, amarelo
palha com refl exos dourados. Aroma complexo, fi no, com notas
de mel, frutas maduras, suti l goiaba, fruta do conde, carambola, melão,
abacaxi, buti á e fl ores brancas. Apresenta pequena nota de baunilha,
no nariz e em boca. O paladar guarda certa doçura, com um toque
de salinidade. A acidez é correta; tem uma boa potência, volume e
estrutura. A persistência é média-alta.
Coocenal - Cooperati va Central Nova Aliança - amostra 221
6. CHARDONNAY: coloração de média intensidade, amarelo palha,
esverdeado. Aroma de média-alta intensidade, níti do e fi no. Destacam-
se as notas de fl ores brancas, como o jasmim, banana (intenso),
amêndoas, mel, carambola, abacaxi, maracujá, aspargos/arruda. Sabor
com ataque ligeiro, equilibrado, de média estrutura. Paladar levemente
agulha (CO2), refrescante, de muito boa persistência e retrogosto
agradável.
Vinícola Góes e Venturini - amostra 255
Categoria: Branco Fino Seco Aromáti co
7. MOSCATO GIALLO: coloração amarelo palha, esverdeado. Aroma de
média intensidade, delicado, predominando as notas de mamão papaia,
frutas cítricas, fl oral, mel, arruda e frutas tropicais, como abacaxi
e maracujá. O paladar é leve, fresco, com certa doçura, equilibrado no
conjunto álcool/acidez. Tem uma média-alta persistência de sabor.
Casa Geraldo - amostra 249
8. MOSCATO R2: coloração amarelo esverdeado. No nariz, apresenta
uma intensidade média-alta, predominando as notas de uva moscato,
ervas-de-quintal, manjericão, lichia, batata-doce, fl ores de laranjeira,
mel, capim-cidreira e pêssego. No paladar tem um ataque levemente
doce, é fi no, elegante, equilibrado em acidez. Tem uma boa estrutura
e volume de boca. No fi nal tem suti l amargor, com retrogosto agradável
e boa persistência.
Vinícola Perini - amostra 191
Categoria: Rosé Seco
9. ROSÉ (Cabernet Sauvignon): coloração vermelho claro, de tonalidade
cereja/morango. Apresenta um aroma de intensidade média,
é fi no, jovem e delicado, lembrando framboesa, calda de cereja, morango,
algo de lácteo e suti l broto de tomate (vegetal). O sabor é leve,
níti do, com um ataque ligeiro, um toque doce, tendo média estrutura
e moderado conteúdo de álcool. Apresenta média intensidade de acidez
e média persistência de sabor.
Vinícola Almadén - amostra 244
Categoria: Tinto Fino Seco Jovem
10. PINOT NOIR: coloração de intensidade média, vermelho rubi. O
aroma é de média intensidade, complexo, com traços de amêndoas,
feno, cassis e toques de madeira – especiarias, baunilha e chocolate.
O sabor é equilibrado; estando pronto para consumo. Apresenta acidez
média-baixa, médio volume de boca e certa pungência de gosto,
do elevado teor de álcool. Os taninos são macios e elegantes.
Rasip Agropastoril - amostra 20
Categoria: Tinto Fino Seco
11. CABERNET FRANC: coloração intensa, vermelho escuro, com nuanças
de violáceo. Aroma de boa intensidade, de frutas vermelhas
e frutas negras, amora, cassis, carvalho tostado, café, suti l vegetal e
mentol. No paladar tem uma entrada macia, com ataque doce; tem
um bom volume e estrutura, com taninos potentes. Guarda ainda
uma certa adstringência, com acidez média-alta. Apresenta bom equilíbrio
de gostos e uma média persistência.
Cia Piagenti ni de Bebidas e Alimentos - amostra 182
12. CABERNET FRANC: cor intensa, vermelho violáceo. Intenso no
nariz, predominando as notas de ameixa, pimenta-preta, herbáceo,
pasto seco, alecrim, eucalipto e ervas (temperos). Também apresenta
descritores de torrefação, café, coco e, suti l, pimentão-verde. Em boca
é redondo, equilibrado (na relação carvalho/estrutura); tem bom volume
e médio-elevado corpo. A acidez é equilibrada e os taninos macios.
Tem uma óti ma persistência de sabor.
Estabelecimento Vinícola Valmarino - amostra 54
13. MARSELAN:.coloração vermelho violáceo, intenso. Aroma de intensidade
média, com notas de geleia, mel, frutas secas (passas) e
especiarias – canela, pimenta e chocolate. O sabor tem um ataque
doce, acidez correta, é potente, com taninos macios, aveludados e
maduros. Tem um rico extrato, bom corpo e boa persistência.
Vinícola Dom Cândido - amostra 161
14. MERLOT: coloração intensa, vermelho rubi, com nuanças violetas;
lágrimas grossas e duradouras. Aroma de média intensidade, delicado,
níti do, lembrando frutas vermelhas maduras, compota, geleia,
baunilha, hortelã, feno e noz moscada. Paladar com ataque doce, fi no,
com taninos redondos. A acidez é marcante, tendo um bom volume,
estrutura e corpo. Suti l amargor no fi nal de boca; persistência de sabor
média-alta.
Seival Estate - amostra 2
15. CABERNET SAUVIGNON: coloração intensa, tonalidade vermelho
rubi, com leves toques de violáceo/lilás. Aroma de média intensidade,
agradável, com notas de amora, pimenta, coco, toques de café,
baunilha e suti l vegetal. Gostos equilibrados, paladar de bom volume,
de certa doçura, harmônico, taninos marcantes e macios – com bom
potencial de evolução. O sabor é bastante persistente, de excelente
retrogosto.
Vinícola Santo Emílio - amostra 211
16. CABERNET SAUVIGNON: coloração intensa, vermelho rubi com
tons violáceos. O aroma é intenso, elegante, com notas de cereja,
framboesa, jabuti caba, amora e especiarias – baunilha, coco queimado,
caramelo, cravo-da-índia; algo de manteiga. O paladar é equilibrado,
acentuando-se as notas de especiarias e chocolate; tem excelente
corpo e estrutura. Apresenta-se potente de sabor/álcool, com
taninos maduros e intensos. Média-alta persistência no retrogosto.
Vinícola Almaúnica - amostra 104
FONTE-ABE-Associação Brasileira de Enologia
Até o próximo brinde!
Álvaro Cézar Galvão





2 comentários:

Editora disse...

Olá,
Gostaríamos de receber o e-mail para contato do dono do site ou responsável pela área comercial/marketing para enviar uma oferta de conteúdo e produtos gratuitos para os usuários de seu site. E também, remuneração que ajudará o seu site a ter retorno financeiro e aumentar suas visitas. Favor enviar o e-mail de resposta para: roberto@editoraquantum.com.br
Atenciosamente,
Roberto Lion Motta

Editora Quantum – Revista VendaMais
http://www.editoraquantum.com.br

Álvaro Cézar Galvão disse...

Roberto, obrigado pelo interesse.
Mandarei resposta em pvt
Abraços de luz
Álvaro Cézar Galvão