sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Le Vin de Merde, este rótulo é sério?


Meninas e meninos,
Já tinha ouvido falar do Le Vin de Merde, mas parece que agora é que ele está sendo divulgado em maior profusão.
Não o conheço, nem nunca degustei o dito, mas aguardo uma oportunidade, pois experimento todo e qualquer tipo de vinhos, com ou sem rótulos conhecidos, e sem me preocupar com as notas ou críticas, boas ou não, dadas à eles.
Neste caso, como o título é curioso, resolvi, depois de receber algumas perguntas de leitores e conhecidos, transcrever o texto abaixo, que já serve para explicar o porque do nome estranho.

Realmente o Languedoc tem inovado na busca de fazer descobrir os seus vinhos. Depois de Fast Bastard e Elephant on a Tightrope chegou a vez do Le Vin de Merde. Cansado de ter de defender a qualidade dos vinhos do Languedoc no seu restaurante Jean-Marc Speziale, proprietário do La Terrasse, em Aniane, departamento do Hérault, Sul da França, teve uma idéia para lá de ousada. Encomendou à Cooperativa de Gignac um vinho de qualidade, que foi elaborado com uvas colhidas manualmente e o “vestiu” com uma etiqueta de letras douradas onde se lê “ Le Vin de Merde”.Speziale quis com esta iniciativa chamar a atenção para a evolução da qualidade do vinhedo do Sul da França nos últimos 30 anos, coisa que muitos franceses não se dão conta. Na etiqueta pode-se ler também a pequena filosofia de pára-choque “o pior ... esconde o melhor”. O vinho que foi engarrafado dia 16 de julho será lançado oficialmente dia 20 de setembro no seu restaurante no Languedoc.
Texto extraído do blog do Rogério Rebouças
http://vinhosulfranca.blogspot.com
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

Um comentário:

João Filipe Clemente disse...

Mon ami, esse eu não conhecia, mas tenho aqui em casa e dá para achar em alguns locais, até on-line, em Portugal um famoso "licor de merda". Coisas folclóricas de nossa Vinosfera.