sábado, 3 de julho de 2010

PORTO MESSIAS ROSÉ


Meninas e meninos,
Voltando à Grande Degustação de Vinhos Portugueses, promovida pela ViniPortugal, e aos vinhos de sobremesa, provei um vinho do Porto Rose, que há alguns anos seria impensável de termos, pois jamais seria reconhecido com tal, mas que de alguns poucos anos para cá, varias casas produtoras vêm nesse tipo de vinho, algo para explorar tendo o público jovem e interessado em vinhos como principal alvo, mas não só eles.
De uma casa mais que tradicional, a Soc Agrícola Com. Vinhos Messias, da região do Douro e com as castas Touriga Nacional; Touriga Franca; Tinta Roriz; Tinta Barroca, este vinh, O Porto Messias Rosé, com 19,5% de álcool e 92g/l de açúcar residual é um ótimo exemplo do que estou falando.
O Porto Rose é para ser servido mais refrescado, por volta dos 7ºa 10º, o que para nosso clima é muito favorável. Bom para acompanhar petiscos e queijos mais salgados, fica muito bom com sobremesas não tão pesadas e rebuscadas.
Quando provei há alguns anos o primeiro Porto Rose, logo vi potencial para nosso país neste tipo de vinho, que alguns até hoje não conseguem aceitar devido mais ao tradicionalismo do que por outro motivo, mas sempre digo que devemos ter a mente e o paladar abertos para novas experiências, e tendo qualidade, por que não?
Quem importa o Messias Rosé é a Casa Flora.
http://www.casaflora.com.br/
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

2 comentários:

Luiz Roberto Costa disse...

Realmente, mesmo eu, um apreciador dos Portos de longa data, pois, para cada Porto bebido eu guardo a rolha e, olha que já tenho bem mais do que uma centena delas.
Pois bem, eu ia dizendo que não conhecia o Porto Rose. Quando o vi na Adega em que compro meus vinhos, eu disse: não é possível, eu nunca tinha visto um Porto Rose. E logo fui comprando uma garrafa. Gostei, é um vinho leve, para ser tomado como sobremesa ou acompanhando queijos de personalidade.
Aliás, falando em Queijos de personalidade. Alguém já ouviu falar no Provola, um queijo com massa de provolone, porém não defumado. Se quiserem conhecer podem ir na BAnca de Queijos do Roni, no mercadão de São Paulo que eles tem um Provola maravilhoso.
Espero ter ajudado os que estavam reticentes com o Porto Rose.
abraços,
luiz roberto

Álvaro Cézar Galvão disse...

Obrigado Luiz, também acho que o Rosé é isto mesmo que descreve
Abraços de luz