quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Beaujolais Nouveau: Um brilhante case de mkt para um vinho simples, mas muito gostoso e fácil de beber!


Meninas e meninos,
Todos os apreciadores dos vinhos já devem ter ao menos ouvido falar em Beaujolais Nouveau ao menos uma vez na vida certo?
Todo ano, a terceira quinta-feira do mês de Novembro é aguardada pelos amantes deste vinho, pois um verdadeiro case de mkt, atribui esta data para lançar ao mesmo tempo no mundo todos o Baeaujolais, que tem a data de 1951 como a da instituição desta denominação de origem.
Em uma lúcida e bem ordenada matéria publicada hoje no caderno Paladar do jornal O Estado de São Paulo, e assinada por Sébastian Lapaque, jornalista de vinhos do Lê Figaro e autor do guia Petit Lapaque, vemos o cerne da questão colocada desta maneira:

“No começo, perto do ano de 1951, tudo correu bem, onde era prazer degustar amáveis e despretensiosos vinhos novos que permitiam descobrir o bouquet de aromas (aqui o autor deve se referir ao leque de aromas, já que bouquet só encontramos nos vinhos com aromas terciários, ou seja, aqueles que passam por envelhecimento, o que não é o caso) da uva Gamay do ano.
Mas o delírio de grandeza dominou os comerciantes e tivemos a produção aumentada de 1.500.000 garrafas em 1956, para 60.000.000 em 1990".

Por isso peço aos meus leitores que procurem idoneidade nos produtores e que realmente saibam que este tipo de vinho é para ser degustado jovem, rápido, no máximo em meses, após sua chegada e comercialização.
Pode durar mais tempo?
Até podem alguns ter mais sobrevida, mas com certeza não foram vinificados com esta intenção!
A safra de 2009 tem sido bastante elogiada na região de Beaujolais como uma das mais clássicas dos últimos anos, com rendimentos muito baixos nos vinhedos, o que faz aumentar a qualidade do vinho. As quantidades foram as menores dos últimos 15 anos, mas a qualidade e o estilo lembram os ótimos 2006.
Os Beaujolais Nouveau de 2009 estão com mais concentração e uma coloração púrpura profunda. Cheios de frescor, são vinhos repletos de aromas de cerejas e framboesas pretas. Este ano estão especialmente sedosos e aveludados, com um caráter redondo, rico e generoso, e são ótimos com frios e aperitivos. Além do sabor e frescor deste vinho, o grande charme está na festa, uma tradição que começou no início do século passado nos bistrôs, restaurantes e brasseries de Lyon, e que hoje acontece simultaneamente no mundo inteiro.

Por treze anos consecutivos, o Beaujolais Nouveau de Joseph Drouhin foi considerado o melhor em todas as degustações organizadas pela imprensa especializada no Brasil. A partir do dia 19 de novembro*, já estarão disponíveis na Mistral Importadora o Beaujolais Nouveau 2009 e o Beaujolais Villages Nouveau 2009, ambos assinados por Joseph Drouhin.
Mistral
Rua Rocha, 288 – São Paulo
11 3372-3400
http://www.mistral.com.br/
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

2 comentários:

Evandro disse...

Obrigado por ter prestigiado o nosso blog da Confraria2panas. Já fizemos o link do seu blog no nosso!
Abraço e até o próximo brinde!
Confraria2panas

Álvaro Cézar Galvão disse...

Evandro,
Nada como a troca de experiências e informações, o que eu preciso sempre para aprimorar-me, levando em conta os gostos pessoais de várias pessoas, meu amigo.
Vivemos aprendendo e apreendendo, principalmente no mundo do vinho e da gastronomia.
Abraços de luz e calor
Álvaro Cézar Galvão