terça-feira, 24 de novembro de 2009

PARA MEUS QUERIDOS AMIGOS E LEITORES


Meninas e meninos,
Sinto que devo postar um enorme agradecimento aos amigos que tenho, alguns virtuais, mas reais.
Outros reais, mas quase virtuais, bem, não importa.
Sou pleno de paixões e compromisso, não sei fazer nada pela metade, por isso sofro um bocado, mas como diria o minerim... Faz parte sô!
Tenho rumado na seara da enogastronomia porque a engenharia já não mais me preenchia, e como já disse sou pleno de paixões e compromisso.
Nesta publicação, tenho o hábito de transcrever as boas coisas da vida, um estilo de vida agradável e racional, respeitador e divertido, menos técnico e mais prazeroso.
Segue abaixo letra de Oswaldo Montenegro que traduz bem o que sinto nesta data e com relação aos meus horizontes também.

Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais...
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar!
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar...
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria
Quantos amigos você jogou fora?
Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender?
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber?
Quantas mentiras você condenava?
Quantas você teve que cometer?
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você?
Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver?
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você?
Foto Renato Rocha

Obrigado sempre!
Até o próximo brinde!

Álvaro Cezar Galvão

4 comentários:

papo de vinho disse...

Parabéns Álvaro!
Que os próximos vinhos sejam melhores que os vinhos tomados até agora!
Grande abraço
Beto Duarte

Álvaro Cézar Galvão disse...

Beto, meu amigo.
Ontem tive o privilégio de estar com muitos amigos em volta de grandes vinhos.
Jantar com outros tantos, VINHOS E MAIGOS inclusive você.
Obrigado
Abraços de luz
Álvaro Cézar Galvão

José Luiz disse...

Muitas vezes os amigos não se manifestam.
Abraços,

Pagliari

Álvaro Cézar Galvão disse...

Pagliari,
Amigos não se manifestam, sentem e são sentidos com a alma.
Obrigado por sua amizade
Abraços de luz
Álvaro Cézar Galvão