terça-feira, 5 de maio de 2009

Heitor Villa-Lobos Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2005

Meninas e meninos,
Hoje começa a maravilhosa maratona pelos stands da maior feira de vinhos da Amérca Latina, a Expovinis versão 2009.
Não sei se poderei postar as novidades à medida que as for degustando, pois é intensa a programação, mas vou me esforçar para trazer ao ar, as melhores e mais vantajosas ofertas deste néctar dos deuses que é o vinho.
Também irei degustar algumas cachaças que ainda não conheço e postar por aqui.
Vejam uma das novidades que meus amigos da Casa Valduga irão mostrar:

Para homenagear o cinquentenário da morte de um dos principais compositores da música universal, a Casa Valduga selecionou as mais finas uvas Cabernet Sauvignon e compôs uma verdadeira sinfonia de aromas e sabores em reverência ao célebre maestro Villa-Lobos.
“Sim, sou brasileiro e bem brasileiro. Na minha música eu deixo cantar os rios e os mares deste grande Brasil” (Heitor Villa-Lobos)
De coloração rubi brilhante e bouquet delicado com frutas vermelhas maduras e um suave toque de especiarias provenientes da safra 2005, o Heitor Villa-Lobos Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2005 ainda traz notas de baunilha, café e chocolate obtidas em 12 meses de barricas de carvalho francês de primeira passagem. E encanta além da taça.
Ícone para colecionadores de bons vinhos e da boa música, este célebre tinto vem envolto em um delicado papel de seda com trechos das Bachianas Brasileiras, série de nove composições considerada a obra-prima no conjunto das centenas de músicas do artista.
Sempre promovendo iniciativas que buscam resgatar a identidade cultural do País, a Casa Valduga escolheu o maior músico erudito do Brasil para assinar um vinho elegante e complexo. “O Villa-Lobos Gran Reserva Cabernet Sauvignon brinda com requinte as diversas homenagens entre concertos, lançamentos de discos e recitais que já estão acontecendo de Londres a Tókio, passando pelas principais capitais brasileiras”, destaca Juciane Casagrande, diretora da vinícola.
Carioca de Laranjeiras, Heitor Villa-Lobos nasceu em 5 de março de 1887. Considerado, ainda em vida, o maior compositor das Américas, Villa-Lobos compôs cerca de 800 obras, e sua importância para música brasileira reside, entre outros, no fato de que fez prosperar no Brasil o nacionalismo musical, tornando-se um de seus maiores expoentes. Foi também através de Villa-Lobos que a música brasileira se fez representar em outros países, culminando por se universalizar. Durante os 72 anos de sua vida, Villa-Lobos optou por ser brasileiro em sua essência. Disse certa vez: “Sim, sou brasileiro e bem brasileiro. Na minha música eu deixo cantar os rios e os mares deste grande Brasil. Eu não ponho breques nem freios nem mordaça na exuberância tropical de nossas florestas e dos nossos céus, que eu transponho instintivamente para tudo que escrevo”.

O Heitor Villa-Lobos Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2005 poderá ser conferido por alguns privilegiados apreciadores durante seu pré-lançamento no Expovinis Brasil 2009, maior encontro de winebusiness da América Latina que acontece de 05 a 07 de maio no Transamerica Expo Center, em São Paulo. O lançamento nacional ocorre em junho de 2009 no Museu Villa-Lobos, Rio de Janeiro. Reservas e encomendas:
Casa Valduga Telefone (54) 2105.3122
http://www.casavalduga.com.br/.
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

2 comentários:

Diego The Weightless Soul disse...

Olá, começarei a acompanhar este blog a partir de hoje.

Sugestão musical para este vinho:Prelúdio 1 para violão do Villa-Lobos.
Ouvidos atentos perceberão que nesta música ele homenageia a viola caipira,com sonoridade bem brasileira.

Álvaro Cézar Galvão disse...

Caro Diego, obrigado pela sugestão musical.
Vinhos,ótimas músicas, boa gastronomia, bons cafés e claro, meninas lindas ao nosso redor, fazem parte do bom estilo de viver bem.
Villa Lobos não é só Trenzinho Caipira.
Obrigado e conto com você para mais comentários.
Abraços de luz e calor