sexta-feira, 14 de maio de 2010

FERRARI PERLÈ BRUT GANHA PRÊMIO NA EXPOVINIS

Meninas e meninos,
Quando postei sobre o magnífico vinho Spumante Italiano Ferrari Perlè Brut,- Divino Guia - O Blog do Engenheiro Que Virou Vinho: Degustação de Espumantes comprova que em quase todas as partes do mundo os há com qualidade.#links, um Trento D.O.C, final do ano passado, quando da degustação da nova revista Gula, para a qual fui convidado, sabia do potencial deste magnífico exemplar, e não sem méritos, agora o mesmo vinho, ganha como um dos Top tem da Expovinis, na categoria melhor espumante importado.
Sempre falo que não é só de Champagne que o mundo dos espumantes vive..... Esta foi a descrição que fiz para a safra 2001, a que ganhou agora é 2002
Perlage finíssimo e muito intenso, persistente, muito aromático, com floral e frutas brancas inclusive com as notas tão procuradas de fermentos e brioches. Explosivo na boca e refrescante, deixando a sensação de boca limpa após a deglutição!

PRODUTOR: Ferrari
VINHO: Ferrari Perlè Brut 2001
REGIÃO: Trentino - Vinhedos próprios ao redor de Trento, entre 300 e 600m de altitude, com exposição sudeste e sudoeste.
CLASSIFICAÇÃO LEGAL: Trento D.O.C.
COMPOSIÇÃO DE CASTAS: 100% Chardonnay.
GRADUAÇÃO ALCOÓLICA: 12° GL
ELABORAÇÃO: Colheita exclusivamente manual em setembro. Fermentação a 20-22°C dos vinhos base em inox. Malolática completa. Assemblaggio dos vinhos para segunda fermentação. Licor de expedição com dosagem final de 8,8g/l de açúcar, BRUT.
AMADURECIMENTO: 42 meses “sobre as leveduras” na garrafa.

Ferrari é um grande nome, na Itália, não só na Formula 1, mas também quando o assunto são espumantes. A vinícola tem um século de tradição na produção da bebida pelo método clássico. A casa foi fundada por Giullio Ferrari, em 1902. Apaixonado pela região do Trento, esse italiano acreditou que sua terra natal seria capaz de produzir uvas que, por sua vez, gerariam espumantes grandiosos. Ele não estava enganado. Ferrari virou sinônimo de elegância e bom gosto. Não só na Itália, mas em todo o mundo. E, desde 1952, a casa é conduzida com grande profissionalismo pela família Lunelli.
A Decanter importa sete rótulos Ferrari para o Brasil. A começar pela clássica Ferrari Maximum Brut, nas versões 375 ml, 750 ml e 1.500 ml. Um brut sans année, que matura por três anos sobre as lias, na garrafa. A linha inclui a Ferrari Demi Séc, a Ferrari Rosé e a festejada Giulio Ferrari Riserva del Fondatore,agora na safra 1999, que me traz ótima e saudosa lembrança, pois a degustei quando o Adolar começou a trazer os Ferrari para o Brasil!


Quem quiser maiores detalhes, procure pela Importadora Decanter, e falem com os amigos Adolar, Cezar França e Guilherme Corrêa.
Também toda equipe de vendas é claro.
Decanter
http://www.decanter.com.br/
Até o próximo brinde!

Álvaro Cézar Galvão

2 comentários:

Evandro disse...

Oi Alvaro,

Na Expovinis do ano passado eu provei este espumante com o Cezar França e o Emilio, é simplesmente um néctar. Não vejo a hora de provar novamente.

Um abraço,
Evandro
http://confraria2panas.sosblog.com

Álvaro Cézar Galvão disse...

Evandro, concordo com você,e todas as vezes que degusto este Ferrari e outros da linha, me convenço que em todas as partes do mundo podemos ter belíssimos exemplares.
Abraços de luz
Álvaro Cézar Galvão